10 anos da Espanha campeã do mundo na África Sul

Foto: divulgação Fifa

Casillas levanta a taça de campeão do mundo

A Espanha era conhecida como a seleção que amarelava na hora H. Porém, esta história começou a ser mudada em 2008, com o título da Euro, e foi confirmada em 2010, quando a Fúria chegou como favorita e confirmou os prognósticos, conquistando a Copa do Mundo realizada na África do Sul. Porém, o time de Casillas, Iniesta, Xavi, Sergio Ramos, Villa e cia não teve vida fácil.

O time espanhol estava no Grupo H e logo na estreia, em 16 de junho, em Durban, a equipe iria ver que a caminhada não seria fácil. Com um gol de Fernandes, no segundo tempo, a Fúria acabou perdendo em seu primeiro jogo para a Suíça.

A zebra logo na estreia fez com que as conversas de que a Espanha iria amarelar voltassem. Porém, no segundo jogo, em 21 de junho, em Joanesburgo, os espanhóis venceram Honduras pelo placar de 2 a 0, com gols de Villa.

A vitória deu um pouco de tranquilidade e a Espanha, no último jogo da primeira fase, encararia o Chile, que havia vencido as duas partidas anteriores, em 25 de junho, em Pretória. O placar de 2 a 1 para a Fúria (Villa e Iniesta abriram 2 a 0 para a Espanha e Millar diminuiu para os chilenos) classificou as duas seleções para as oitavas.

No mata-mata, a Espanha não teve vida fácil. Primeiro, contra Portugal, em 29 de junho, na Cidade do Cabo, vitória por 1 a 0, com gol de Villa. Em 3 de julho, em Joanesburgo, outro 1 a 0, contra o Paraguai, em jogo onde cada equipe perdeu um pênalti e Villa, já na parte final do embate, deu a classificação aos espanhóis.

Na semifinal, a Espanha teria pela frente a Alemanha. Os alemães vinham mostrando um belo futebol, já que tinha vencido a Inglaterra por 4 a 1 e a Argentina por 4 a 0. Porém, em 7 de junho, em Durban, o tiki-taka espanhol foi mais eficiente e Puyol, de cabeça, já no segundo tempo, colocou a Fúria na decisão.


A final, em 11 de julho, em Jonesburgo, foi contra a Holanda. Dois times que ainda não tinham vencido a Copa do Mundo. Robben teve a chance, duas vezes, de dar o título à Laranja, mas Iniesta, já na prorrogação, fez o gol mais importante da história do futebol espanhol. A Espanha finalmente conquistava a Copa do Mundo.

Depois, a Espanha ainda conquistaria a Euro de 2012. Porém, na final da Copa das Confederações de 2013, os espanhóis levaram um 'belo sapeca' do Brasil, no Maracanã, e parece que o tiki-taka espanhol não fazia mais efeito. A prova foi na Copa do Mundo de 2014, no Brasil, onde a Espanha caiu na primeira fase, com derrotas para a Holanda e Chile, ambos vingando as derrotas sofridas quatro anos antes.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Colabore

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações