Luís Pereira no Corinthians em 1986

Foto: arquivo

Luís Pereira atuando pelo Timão, em 1986

Neste 21 de junho de 2020, Luís Edmundo Pereira, o ex-zagueiro Luís Pereira, ou Luís "Chevrolet", como foi conhecido no início da carreira, está completando 71 anos. Um dos defensores que mais marcaram gols na história do futebol, ele, que é um dos grandes ídolos da história do Palmeiras, defendeu também o Corinthians, no ano de 1986.

Nascido em Juazeiro, na Bahia, Luís Pereira começou no São Bento de Sorocaba, onde estreou profissionalmente em 1967. No ano seguinte, ele foi para o Palmeiras, onde conquistou títulos, virou ídolo e chegou à Seleção Brasileira, disputando a Copa do Mundo de 1974, na Alemanha, onde foi o primeiro zagueiro a levar cartão vermelho na história dos mundiais (os cartões foram introduzidos na Copa do Mundo anterior, em 1970).

Em 1975, Luís Pereira foi para a Espanha, onde defendeu o Atlético de Madrid por cinco anos. Voltou ao Brasil em 1980, defendeu o Flamengo e, em seguida, voltou para o Palmeiras em 1981. Em 1985, foi para a Portuguesa, onde foi vice-campeão Paulista. No ano seguinte, no primeiro semestre, defendeu o Santo André e para o Brasileiro acabou sendo emprestado para o Timão.

Sua estreia com a camisa corintiana aconteceu no dia 4 de setembro de 1986, quando o Corinthians venceu o Paysandu por 1 a 0 pelo Campeonato Brasileiro daquele ano, com gol de Cacau. Neste dia o Timão jogou com; Carlos, Edson, Luiz Pereira, Edivaldo e Jacenir; Wilson Mano, Márcio e Cristóvão; Cacau, Ricardo e Eduardo. O técnico era Jorge Vieira.

Sua última partida pelo Timão foi dia 14 de dezembro de 1986, num empate em 2 a 2 com o Vasco da Gama. Pelo Corinthians, o zagueiro Luiz Pereira, realizou 24 partidas, sendo 10 vitórias, 10 empates e quatro derrotas. Apesar de ser conhecido como um defensor artilheiro, não marcou gols com a camisa do Timão, que terminou aquele Brasileirão em sétimo.

Depois, Luís Pereira voltou ao Santo André, onde ficou até 1988. O zagueiro ainda defenderia a Central Brasileira de Cotia, São Caetano, EC São Bernardo, voltou ao São Bento de Sorocaba e encerraria a carreira no Azulão, com muito mais de 40 anos.


Curiosidade - Aquele Brasileirão de 1986 não foi a primeira vez que Luís Pereira vestiu a camisa do Timão. Uma aposta inusitada agitou o jogo na semana que antecedeu o clássico entre Corinthians e Palmeiras pelo Paulistão de 1982. Dois dos principais ídolos das duas equipes, Luís Pereira, do Palmeiras e Wladimir, do Corinthians , apostaram que o perdedor do clássico teria de usar a camisa do rival e dar uma volta olímpica no Morumbi após o jogo. Uma derrota para qualquer um dos lados já provocaria a humilhação do perdedor.

Mas foi ainda pior para o palmeirense. O placar não deixou dúvidas sobre quem foi superior: 5 a 1 para o Alvinegro, com três gols de Casagrande, então uma promessa do Parque São Jorge. E Luís Pereira vestiu a camisa do Timão quatro anos antes de defender oficialmente a equipe.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Colabore

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações