Em entrevista em rádio, presidente do União Suzano AC fala sobre atual situação do clube

Com a colaboração de Celso Gomes / Parada dos Esportes / Super Rádio Piratininga 750 AM
Foto: Wanderley Costa/Secop-Suzano

O Estádio Francisco Marques Figueira, o Suzanão

A paralisação do futebol por conta da quarentena devido à pandemia de coronavírus vem deixando os clubes procurando caminhos para que não saiam tão prejudicados. O presidente do União Suzano Atlético Clube, do Campeonato Paulista da Segunda Divisão, Jorge Firmo, em entrevista ao repórter Celso Gomes, do Parada dos Esportes, da Super Rádio Piratininga de São José dos Campos, falou sobre como a agremiação está lidando com o atual momento.

Jorge Firmo comentou que saiu com pensamento positivo após a videoconferência com a FPF. "Depois da videoconferência que a Federação fez com os clubes da Segundona, eu saí bem animado. O presidente Reinaldo Carneiro Bastos demonstrou total interesse em que haja a competição e acho que será uma derrota dos clubes caso ela não seja realizada, embora ele respeite bastante o problema de saúde, já que o futebol não pode se sobrepor a questão. Mas eu saí bem animado, até pelo prazo que ele deu, que começasse a competição em setembro, mais enxuto e com algumas mudanças para favorecer as agremiações", disse.

O presidente falou também sobre como estava o planejamento do União Suzano para a Segundona e como será agora, após a pandemia. "Nosso clube estava parado nesta quarentena. Porém, íamos fazer avaliações e aproveitar os jogadores que disputaram a Copa São Paulo e os mais velhos, nascidos em 1999 e que disputaram o Campeonato Paulista do ano passado também. Depois, completaríamos o elenco com reforços. Na verdade, não tínhamos ninguém com contrato assinado, mesmo esses que disputaram a Copinha, apenas um ou outro continuou com vínculo com o clube depois da competição. Neste ponto, não tomamos tanto prejuízo. Agora, vamos aguardar como vai ficar a situação e, possivelmente, com a reformulação da disputa, é capaz que vamos montar a equipe com apenas jogadores da base. Mas, se Deus quiser, a pandemia vai passar, ano que vem faremos uma boa competição e buscaremos o acesso", explicou.

O mandatário do Usac também abordou sobre os patrocinadores e parceiros. "Nossos patrocinadores foram bem conscientes. Nós temos patrocinadores, que colocam sua marca na camisa do clube ou em placas no estádio, e parceiros, normalmente empresários que dividem as despesas com a agremiação e formam a equipe profissional com jogadores. Eles foram bem simpáticos e entenderam a situação. Nós não encerramos as parcerias, apenas suspendemos neste período de pandemia, principalmente na base, para que eles não tomassem prejuízo, já que eles já estão quebrados pela situação de tudo estar parado e o clube nem treinando está. Então houve o bom senso de rever o contrato e tão logo volte as atividades, voltamos a conversar. Com isto, acho que não teremos problemas com os patrocinadores", argumentou.


Jorge Firmo também explicou como está sendo a definição do treinador. "Tínhamos conversado com alguns treinadores e estava bem adiantado. Temos alguns nomes de preferência, mas vamos agir com cautela. Existe sim, ainda que remota, a possibilidade de não haver a competição, então não podemos pegar um profissional, deixá-lo amarrado e depois, simplesmente mandá-lo embora porque não houve o campeonato. Então, vamos agir com cautela! Temos nomes, estamos conversando e há pessoas que estão nos auxiliando nesta questão. Estamos olhando com bons olhos, agindo com cautela para ver como faremos para montar a comissão técnica", finalizou
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Colabore

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações