Em 1997, o maior público do Mineirão e Cruzeiro campeão

Por Lucas Paes
Foto: Arquivo

O Cruzeiro foi campeão diante de um Mineirão abarrotado

O Mineirão é um dos estádios com mais história no futebol brasileiro. Construído apenas nos anos 1960, era um sonho antigo de uma cidade que começava a ver seus times despontarem para o topo do futebol brasileiro. O gigante de concreto viu desde então muitos episódios do futebol brasileiro e comportou públicos de mais de 100 mil pessoas algumas vezes. Nada porém, se compara ao recorde, obtido num dia 22 de junho, no ano de 1997, no título do Cruzeiro contra o Villa Nova no estadual. Naquele dia, mais de 132 mil pessoas abarrotaram o colosso mineiro.

O campeonato de 1997 teve uma fórmula até simples, onde as 12 equipes presentes (seriam 13, mas o Rio Branco desistiu antes da competição iniciar) duelavam em dois turnos com os 8 melhores se classificando as quartas de final. Daí pra frente, era mata-mata. O Cruzeiro, terceiro na primeira fase, passou por cima de Montes Claros e América Mineiro antes de chegar a decisão, enquanto o Villa Nova, que saiu em oitavo, deixou o líder Atlético Mineiro para trás e bateu o Social nas semifinais.

O bom e chato time do Leão do Bonfim deu muito trabalho a Raposa e venceu o primeiro jogo, em Nova Lima, por 2 a 1. O alvirrubro chegou a abrir 2 a 0, mas cedeu o gol aos cruzeirenses. Com isso, a vitória bastaria ao time azul, mas a equipe do interior já havia provado que não estava na decisão a toa, então o gigante estrelado mineiro teria de contar com a força de sua torcida no segundo jogo. E contou com essa força, com uma presença massiva histórica da "China Azul".

Reportagem do jogo

Foram 132.834 torcedores, quase 133 mil, de longe o maior público da historia do Mineirão. Porém, apenas metade desse total foi de pagantes, o que é no minimo curioso, mas se deu por uma explicação simples: a entrada para mulheres e crianças era gratuita, num total que somou 52 mil torcedores que não pagaram ingresso. Nada que diminua a grandeza da multidão arrastada pelo Cruzeiro.

O jogo em si foi muito apertado e truncado, com o Cruzeiro conseguindo o título graças a um gol de Marcelo Ramos, logo aos nove minutos. O Leão pressionou, tentou o gol de todas as formas, mas viu a taça ir para o lado azul da decisão, para a felicidade da imensa maioria dos 132 mil presentes no Mineirão naquela tarde. É possível ter a dimensão da loucura com os vídeos gravados dentro do Mineirão no dia que foram digitalizados e upados num canal chamado Betim Seguros. Segundo relatos em reportagens sobre o ocorrido, as únicas confusões foram na entrada, já que a torcida tinha um clima mais familiar devido a presença de tantas mulheres e crianças.


O Cruzeiro ainda colocaria mais de 100 mil pessoas em mais uma decisão naquele maravilhoso 1997 para o time azul celeste de Belo Horizonte. Na final da Libertadores, diante do Sporting Cristal: mais de 106 mil pessoas, dos quais 96 mil aproximadamente eram pagantes, assistiram a segunda conquista continental da Raposa. Os anos 1990 marcaram em sua maior parte o fim dos públicos na casa das centenas de milhares no Brasil, já que medidas de segurança restringiram a possibilidade da presença desses números nas arquibancadas. Ficou, para quem pode estar presente, a história.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Colabore

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações