sábado, 23 de maio de 2020

Ricardinho no Bordeaux

Foto: arquivo Bordeaux

Ricardinho em ação pelo Bordeaux

Neste 23 de maio de 2020, Ricardo Luís Pozzi Rodrigues, o ex-meia e atual comentarista do SporTV Ricardinho, está completando 44 anos. Campeão do mundo com a Seleção Brasileira em 2002, com uma passagem marcante pelo Corinthians e outra boa pelo Santos, além de ter defendido outros clubes, ele, antes do sucesso no Timão, jogou em um período curto na França, defendendo o Bordeaux.

Ricardo fazia parte de uma grande geração de jogadores paranaenses que vinham do Futsal e foi lançado no campo, profissionalmente, pelo Paraná Clube, equipe que dominava o futebol do estado naquele momento, em 1995. Fez três temporadas pelo time e foi tri-campeão estadual.

Depois do título de 1997, ele desembarcou na França para defender o Bordeaux. Ele, então, tinha 21 anos e era uma das apostas de Guy Stéphan, técnico jovem à época, 41 anos, e que estava começando a aparecer nas equipes da primeira divisão francesa. Além disso, o meia chegou ao clube vestindo a camisa 10. Era uma grande responsabilidade.

Imagem

O time do Bordeaux tinha um outro jogador conhecido no futebol paranaense, o zagueiro Gralak, além do experiente centroavante francês Jean Pierre Papin e a revelação Sylvain Wiltord, que depois viraria a grande estrela girondina.

Ricardinho começou a temporada 1997/1998 como titular, em um jogo contra o Monaco. Porém, logo em sua segunda partida, um passe errado deu a virada no jogo ao Metz. Ricardinho foi substituído logo após o lance e o Bordeaux foi goleado por 4 a 1. Ali, mesmo que o meia continuou tendo chances, a confiança não foi mais a mesma.

O brasileiro participou de 18 jogos, sendo 16 pelo Campeonato Francês e dois pela Copa da Liga. Das 18 participações, 12 foram como titular, mas somente em quatro jogos atuou durante 90 minutos. Neste período, o brasileiro marcou apenas um gol. Foi na 12ª rodada, no triunfo pelo marcador mínimo sobre o Guingamp.


O destino final de Ricardinho no Bordeaux começou a ser traçado no fim de 1997. Guy Stéphan saiu do clube e foi para a Seleção Francesa, onde seria auxiliar de que seria campeã do mundo deu lugar a Aimé Jacquet. Para substitui-lo, chegou Élie Baup, e o número de aparições do brasileiro caiu drasticamente. Com Stéphan, foram 17 partidas; com Baup, apenas três.

A última aparição de Ricardinho com a camisa girondina acabou sendo no dia 18 de fevereiro de 1998, contra o Stade Poitevin, em partida válida pelas quartas-de-final da Copa da Liga Francesa. O Bordeaux acabou negociando o meia com o Corinthians e Ricardinho acabou aportando no Parque São Jorge, onde teria uma história de sucesso.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações