domingo, 10 de maio de 2020

De contrato renovado, Brumati segue treinando em casa e acredita no sucesso da Briosa

Por Lucas Paes 
Foto: Camila Alloi/Agência Briosa

Brumati jogando pela Briosa em Ulrico Mursa

Um dos destaques da ótima campanha da Portuguesa Santista no Paulista da Série A2 de 2020, o zagueiro Brumati renovou recentemente o vínculo com a equipe rubro-verde pensando já no Campeonato Paulista do ano que vem. Em meio ao coronavírus, com o Campeonato parado, o jogador segue treinando em sua casa no interior de São Paulo, pensando numa possível volta dos campeonatos ainda em 2020.

Segundo Brumati, a renovação foi incentivada pela identificação que ele adquiriu com o clube e com o que foi proposto a ele: “Me identifiquei com o clube, gostei muito de estar atuando pela Portuguesa e houve a proposta do presidente e por eu ter essa identificação com o clube acabei renovando”. Ele completou ressaltando que gostou do que foi proposto pelo clube. Experiente, o jogador citou também que ainda não pensa em aposentadoria: “Mesmo com esse contrato com a Portuguesa, não penso ainda em encerrar a carreira, mas o futebol gira muito rápido e a gente não sabe o que vai ser no ano que vem ou na próxima temporada, mas de imediato meu pensamento ainda não é encerrar a minha carreira”.


Em meio ao coronavírus, o zagueiro disse que ainda não conseguiu conversar muito com a diretoria rubro-verde sobre a questão. Segundo ele, se o elenco permanecer ele acredita na chance de acesso. Mesmo com mudanças no plantel, o defensor acredita que a equipe continue brigando pela classificação, apesar das mudanças em um campeonato que Brumati diz ser muito dinâmico: “Não dá pra saber se vamos brigar pelo acesso ou não, mas que vamos brigar pela classificação isso eu garanto.”.

Sobre a questão física, o camisa 3 rubro-verde diz que vem tentando manter sua condição, mesmo que os treinamentos sozinhos não sejam a mesa coisa que treinar com a equipe. Sobre seus treinos em casa, ele diz que: “Vem fazendo alguns treinos aeróbicos, aqui onde eu moro tem um espaço bom pra estar treinando, tem um campinho aqui no bairro onde eu moro, eu consigo fazer alguns treinos específicos de campo.”. Em casa, o atleta tem também aparelhos de academia que o ajudam, mas ressalta que: “Sabemos que o preparo físico não vai ser o mesmo que estivesse treinando com o grupo”. Segundo ele, a Briosa fez um planejamento para uma possível volta, mas essa ideia considerava a volta antes do fim dos contratos, porém, após o final do vínculo, ficou por conta de cada jogador continuar sua rotina de treinamentos.


Uma questão interessante levantada foi que a Portuguesa Santista planejava, inicialmente, disputar inclusive a Copa Paulista. “A intenção era que a Portuguesa jogasse a Copa Paulista, e o que foi conversado com o presidente é que caso ele não jogasse a Copa Paulista ele vai me emprestar”. Já pensando no segundo semestre, Brumati disse ainda não ter recebido propostas: “De imediato ainda não tem clube nenhum, porque está tudo parado e ninguém está se movimentando”. Devido a quarentena e a paralisação causada pela COVID-19, Brumati diz que não se sabe nem se a Copa Paulista vai ocorrer de fato.

Sobre a questão do pós-pandemia, o zagueiro reforça que tudo está em aberto, mas pensa que os campeonatos podem ser encurtados em 2020 para o início dos torneios nacionais: “No mata-mata, fazer apenas um jogo”. Ele ressalta que: “Até o momento, o que eu vi é que a CBF diz que enquanto não acabar os estaduais ela não vai dar continuidade aos campeonatos nacionais.” O zagueiro opina que a federação vai acelerar o término da competição: “O mata-mata eles vão fazer apenas um jogo e esses três jogos que falta para acabar a primeira fase eles vão fazer uma semana, sábado quarta e domingo, pra que isso se defina logo.”


Sobre a questão de afetar os clubes, Brumati pensa que os clubes do interior serão os mais afetados, principalmente devido a falta de recursos. Sobre uma volta dos campeonatos sem torcida, ele opina: “Se caso voltar e voltar sem torcida, a receita do clube diminui muito, porque muitos clubes dependem da torcida pra estar fazendo folha de pagamento dos funcionários, então acho que irá afetar muito.” Segundo ele, a federação terá que fazer um projeto muito bom para que a volta dos campeonatos não prejudique muito os clubes do interior, pois, como ele mesmo disse: “Se tirar os times pequenos não tem competição estadual”

Sobre projetos para o próximo ano, Brumati torce para que 2020 termine com um acesso para a primeira divisão estadual, que é o foco da Portuguesa Santista, iniciando assim 2021 na divisão principal do estado. Pensando na possibilidade de um campeonato com portões fechados no ano que vem, Brumati pensa que a Briosa possa ser prejudicada, pensando novamente na questão dos clubes que dependem da torcida para sua receita. Em meio a incertezas com relação ao elenco, que ele pensa que será reduzido e ao futuro do futebol como um todo, a frase final se destaca: “Cabe esperar que seja tomada a melhor decisão”.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações