A passagem de Robert pelo Corinthians

Foto: Djalma Vassão/Gazeta Press

Robert sendo apresentado pelo Corinthians: passagem de um semestre

Jogador marcado por suas duas passagens pelo Santos, o meia Robert está completando 49 anos neste 3 de abril. Apesar de ser conhecido por ter jogador no Peixe, ele defendeu várias outras equipes do futebol brasileiro e entre elas está o Corinthians, clube que ele atuou em 2003.

Nascido em Salvador, na Bahia, Robert começou profissionalmente no futebol no Olaria, com 19 anos, em 1990. Depois, foi para o Guarani e ainda defendeu o Rio Branco de Americana antes de fazer sua primeira passagem pelo Santos, onde foi vice-campeão brasileiro em 1995.

Em 1997, foi vendido ao Grêmio, onde teve problemas psicológicos e chegou a ser afastado. Reapareceu muito bem no Atlético Mineiro, vice-campeão brasileiro em 1999, e voltou ao Santos em 2000. Antes de ser campeão brasileiro pelo Peixe em 2002, foi emprestado ao São Caetano e foi segundo na Libertadores. Saiu do Alvinegro Praiano no início de 2003 e passou pelo Japão, no Consadole Sapporo, antes de ser contratado pelo Corinthians.

Depois de uma ótima temporada em 2002, onde conquistou o Rio-São Paulo, a Copa do Brasil e chegou na final do Brasileirão, o Corinthians montou um grande time em 2003, com vários reforços, mas teve que trocar de treinador, já que Parreira voltou para a Seleção Brasileira, e contratou Geninho. No primeiro semestre, mesmo com o título do Paulista, a eliminação na Libertadores, para o River Plate, fez com que o Timão mudasse os planos e houve uma reformulação do elenco, com vários jogadores sendo negociados.

Para remontar o time, o Corinthians lançou mão de alguns jovens atletas e saiu contratando vários jogadores, entre eles veio o meia Robert. Porém, a mudança de total de elenco fez com que o Timão não fosse bem na competição e Geninho, que havia pedido Robert, acabou sendo demitido.


Para o seu lugar veio Junior, que ficou poucos jogos e pediu demissão. O auxiliar, Juninho Fonseca, assumiu o time. Porém, todas estas trocas, tanto de jogadores como de comissão técnica, fizeram com que o time perdesse em entrosamento. O Corinthians ficou apenas com a 15ª colocação do Brasileirão 2003, entre 24 times.

Ao fim de 2003, Robert deixou o Corinthians, onde fez 18 jogos e marcou apenas um gol. Além disso, ele ficou marcado por ter dado a assistência para o primeiro gol de Jô no futebol profissional, quando ele tinha apenas 16 anos. Depois, o meia defendeu o Bahia e America do Rio, onde encerrou a carreira em 2006. Depois, ele tentou a carreira de empresário e treinador.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Colabore

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações