A bonita história de Ricardo Gomes com o PSG

Por Lucas Paes
Foto: Arquivo/Lance!

Ricardo Gomes atuando com a camisa do PSG

O Paris Saint Germain é hoje um dos clubes mais ricos do mundo. A equipe azul, vermelha e branca de Paris conta com os "petrodólares" de seu dono para conseguir contratações fortes no mercado, ainda que tal dinheiro não tenha refletido em sucesso fora da França. Se hoje os parisienses são a casa de Neymar, já houveram diversos jogadores brasileiros que marcaram época no Paris, que por mais que não seja um gigante francês, tinha lá sua tradição há alguns anos. Entre eles, um dos principais ídolos da equipe, é o ex-zagueiro brasileiro Ricardo Gomes, que completa 55 anos neste dia 13 e marcou época com a camisa do PSG, dentro e fora de campo.

Na época em que Gomes chegou como jogador aos Rouge et Bleu, o Paris era um time de certa tradição, que não tinha, porém, muitos títulos conquistados, em seu pequeno tempo de existência (o PSG foi fundado em 1970). Ricardo Gomes havia feito imenso sucesso no Benfica, onde ficou durante três anos. O brasileiro ficou marcado pela eficiência defensiva e pelo perigo que levava em lances de bola aérea, onde marcou diversos gols com a camisa encarnada. As atuações pelos benfiquistas despertaram o interesse do PSG, que levou tanto Ricardo Gomes quanto Valdo, em 1991.

A partir daí, Ricardo fez parte do time que fez com que o tamanho dos parisienses crescesse um pouco mais. Comprado pelo Canal+, o clube fez investimentos altos para alcançar o Olympique de Marseille. Ricardo Gomes seria, dois anos depois, um dos pilares da equipe que conquistaria a Ligue 1 na temporada 1993/1994. Ao lado de nomes como Valdo, Ginola, Weah e um Raí que ainda buscava espaço na equipe, Ricardo Gomes foi crucial na conquista da liga francesa. O zagueiro brasileiro marcou o gol que deu o título ao PSG, em partida contra o Tolouse. Fez outros três gols naquela temporada da liga.

O gol de Ricardo diante do Tolouse, em 1994

Curiosamente, sofreria com lesões logo após a conquista máxima que conseguiu pelo PSG como atleta. Na temporada 1994/1995, ficaria marcado por ter uma péssima noite no San Siro, na semi-final da Liga dos Campeões em que o Milan eliminaria o PSG, com grande atuação de Savicevic, que "jantou" Ricardo Gomes na partida. Naquela temporada, ainda seria campeão da Copa da Liga e da Copa da França, mesmo sem conseguir jogar muitos jogos. Nada que diminuísse o carinho do torcedor parisiense pelo brasuca.

Acabou por deixar a capital francesa após a temporada 1994/1995. Fez um total de 167 jogos e 20 gols com a camisa do Paris Saint Germain, marcando época e sendo reconhecido até hoje como um dos maiores ídolos do clube. Vestiu a camisa parisiense no que foi talvez a melhor época da história da instituição até os anos recentes em que o PSG se viu endinheirado. Deixou a cidade luz pra voltar ao Benfica, onde penduraria as chuteiras ainda aos 31 anos, em 1996.

Mas, esse não foi o fim de sua história com os parisienses. Ainda marcaria época como treinador do PSG, pouco depois de se aposentar, ainda muito "novo", quando comandou o time campeão da Copa da Liga e da Copa da França, entre os anos de 1996 e 1998. Anos depois, Ricardo superaria traumas como treinador, passando por dois AVCs e ainda assim voltando ao banco de reservas, estando até pouco tempo atrás no Bordeaux. É um curioso caso de um treinador brasileiro que fez relativo sucesso em terras europeias, tendo bons trabalhos em PSG e Bordeaux. A equipe da capital francesa, porém, é onde ele viveu seus melhores dias, seja como jogador ou como treinador. Independente de qualquer coisa, a história do Paris tem um lugar especial para Ricardo Gomes, seja dentro de campo ou com a prancheta, no banco de reservas.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Colabore

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações