quinta-feira, 14 de março de 2019

O Campo Grande campeão da Taça de Prata de 1982

Foto: Revista Placar
Com informações do site Edição dos Campeões

Em pé: Ronaldo, Marinho, Serginho, Neném, Jacenir e Pirulito
Agachados: Aílton, Luisinho, Pingo, Tuchê e Luís Paulo

A segunda divisão do campeonato nacional, chamada de Taça de Prata, de 1982 era muito diferente do que é hoje. A competição era interligada com a elite, tanto que CorinthiansAmericaAtlético Paranaense e o São Paulo-RS subiram com o torneio em andamento. Porém, quem não conseguia o acesso poderia conquistar o título e o Campo Grande, conhecido como Campusca, levantou o caneco.

A Taça de Prata em 1982 teve o regulamento um pouco alterado em relação ao ano anterior. O número de equipes permaneceu em 48, porém 36 entravam desde o início, e as outras 12 viriam a partir da segunda fase, eliminadas da Taça de Ouro. Ou seja, pela primeira vez ocorreu o sistema de rebaixamento, ainda que na mesma temporada.

Dois times grandes marcaram presença na segunda divisão dessa temporada, o Corinthians e o Palmeiras, por culpa da péssima campanha no Paulista de 1981. Mas a equipe que levou a glória maior da competição veio da Zona Oeste da cidade do Rio de Janeiro. O Campo Grande era sétimo colocado do Carioca, e garantiu vaga para a disputa nacional.

Os participantes se dividiram em seis grupos de turno único na primeira fase, e o Galo da Zona Oeste entrou no grupo 5. O time terminou na liderança, com quatro vitórias, um empate e nove pontos, deixando para trás o conterrâneo Americano, Portuguesa, Comercial-MS e América-MG, e se classificando junto com o Uberaba.

Na segunda fase, as 12 classificadas foram separadas em quatro grupos, com o Campo Grande caindo no grupo 4, com Atlético-PR e Volta Redonda. Com um empate e uma derrota, a equipe ficou na segunda posição, perdendo o acesso direto para a primeira divisão na mesma temporada para o time parananense, mas seguindo na terceira fase da Taça de Prata. Os quatro clubes vices da segunda fase se encontraram com as 12 eliminadas da fase inicial da Taça de Ouro, e a disputa passou a ser em mata-mata.

O adversário do Campusca nas oitavas de final foi o Goiás, empatando no Serra Dourada em 0 a 0 e goleando no Ítalo del Cima por 4 a 0. Nas quartas, o rival foi o River do Piauí. O jogo de ida foi vencido por 3 a 2 em Teresina, e o de volta teve a repetição dos 4 a 0 no Rio de Janeiro. Na semifinal, o Campo Grande reencontrou o Uberaba e manteve a lógica do placar em casa, vencendo a ida por 4 a 0 mais uma vez. Na volta, nova vitória por 2 a 0 deu o acesso para a primeira divisão de 1983.

A final foi contra o CSA. A primeira partida foi no Rei Pelé, e o Galo acabou derrotado por 4 a 3, de virada. Precisando vencer para forçar um desempate, o time carioca fez 2 a 1, também de virada, no Ítalo del Cima. O terceiro jogo foi novamente na casa do Campo Grande, e os jogadores não deram chance ao time alagoano. Venceram por 3 a 0 e faturaram o título da Taça de Prata de 1982, a Série B da época e a maior conquista do clube alvinegro até hoje.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Instagram

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações