sexta-feira, 13 de abril de 2018

Roberto Dinamite na Portuguesa de Desportos

Por Victor de Andrade

Roberto Dinamite fez nove gols em 18 jogos pela Lusa

Um dos maiores ídolos da história do Vasco da Gama, se não o maior, Carlos Roberto de Oliveira, ou simplesmente Roberto Dinamite, completa 64 anos neste 13 de abril. Até hoje o maior goleador da história do Campeonato Brasileiro, com 190 gols, o centroavante, que tinha um chute fortíssimo, não conquistou esta marca jogando apenas pelo cruzmaltino: nove destes tentos foi defendendo a Portuguesa de Desportos.

Em 1989, o Vasco da Gama tinha um elenco recheado de grandes talentos. Com a chegada do atacante Bebeto, então estrela da Seleção Brasileira, o clube de São Januário resolveu emprestar um de seus jogadores da posição. Com 35 anos e considerado veterano, apesar de ser ídolo da torcida, coube a Roberto Dinamite, que realmente já não vinha em seus melhores dias, deixar a equipe.

Ele foi pôster da revista Placar

Alguns times se interessaram pelo centroavante, mas quem ganhou a disputa, até pela proximidade das duas diretorias, foi a Portuguesa de Desportos. Por um empréstimo de apenas quatro meses, Roberto Dinamite, que estava vestindo apenas a quarta camisa em sua carreira (além do Vasco, o craque tinha defendido o Barcelona, além, é claro, da Seleção Brasileira), desembarcou no Canindé e não decepcionou!

Naquele período, ajudou a Lusa a cumprir uma honrosa campanha na primeira divisão nacional: a Portuguesa foi a sétima colocada do Brasileiro de 1989, com 7 vitórias, 6 empates e 5 derrotas nos 18 jogos que disputou. “Foi muito legal jogar na Portuguesa. Lembro que, no início de 1989, o Zagallo disse que não ia me aproveitar. Com isso, eu e o Antônio Lopes (técnico) fomos, juntos, para a Lusa”, disse Roberto Dinamite, em entrevista à Rádio Bandeirantes.

A Lusa chegou até a segunda fase do Brasileirão de 1989, e terminou na quarta colocação do Grupo B. “Foi um ano muito legal. Em 1989, foi a melhor campanha da Portuguesa no Campeonato Brasileiro até aquele momento. Fiquei muito honrado por ter vestido a camisa da Lusa”, afirmou.

A apresentação dele na Lusa

Dinamite ainda presenciou o 'nascimento' de um grande craque: Dener, uma das promessas da Lusa e que morreu precocemente em 1994, em um acidente de carro. “O Dener estava surgindo como um dos grandes talentos do futebol brasileiro. Ele estava começando a jogar conosco”, relembrou na mesma entrevista.

O campeão daquele Brasileirão foi justamente o Vasco, ex-time de Roberto, derrotando o São Paulo na final por 1 a 0, com um gol de Sorato. Depois da Portuguesa, Roberto Dinamite retornou ao Vasco, teve ainda uma rápida passagem pelo Campo Grande, em 1991, e voltou uma vez mais a São Januário, para encerrar a carreira, em 1993. Nove dos 190 gols que fazem de Roberto Dinamite o maior artilheiro da história do Brasileiro até hoje foram marcados com a camisa da Portuguesa, nos 17 jogos que ele disputou pela Lusa no campeonato de 1989.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Instagram

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações