1994 - Com show de Jardel, o Vasco era "tri-tererê"

Foto: Juha Tamminen

Jardel fez os dois gols que garantiu ao Vasco o tricampeonato carioca em 1994

O Vasco da Gama foi o time que dominou a primeira metade dos anos 90 no futebol do Rio de Janeiro, chegando a ser tricampeão. O último título desta série, em 1994, foi quase perfeito, com um belo time de futebol, formado por jogadores consagrados e jovens promessas. Porém, os gols que confirmaram a conquista do Campeonato Carioca daquele ano vieram do então improvável Jardel, que depois viraria ídolo do Grêmio, em Portugal e na Turquia.

O Gigante da Colina havia montado um excelente time para 1994. A equipe, que já era bicampeã estadual e contava com nomes consolidados na equipe, como Carlos Germano, Pimentel, William, Cássio, Leandro Ávila, Luisinho e Valdir, contratou dois nomes de peso: o zagueiro de seleção Ricardo Rocha e o jogador mais cobiçado do futebol brasileiro na época: Dener.

Com este time, não tinha como dar errado e os comandados de Jair Pereira mostraram dentro de campo que realmente a equipe era forte. O Vasco da Gama foi a melhor equipe da primeira fase, de forma invicta, e ainda conquistou a Taça Guanabara goleando o Fluminense pelo placar de 4 a 1.

O fato de ter liderado o seu grupo e ainda ter tido a melhor campanha na primeira fase deram ao Vasco dois pontos de bonificação no quadrangular decisivo, que contou também com o Tricolor (que venceu o outro grupo e entrou com um ponto), Flamengo e Botafogo. O Gigante da Colina começou vencendo o Botafogo, por 1 a 0, e empatando com o Fluminense, em 1 a 1.

Porém, tudo mudaria a partir de 18 de abril, quando Dener morreu em um acidente automobilístico. A equipe ficou abalada com o acontecido e na partida seguinte, contra o Flamengo, em 24 de abril, acabou perdendo a invencibilidade na competição, com o placar de 2 a 1. Na rodada seguinte, novamente contra o Rubro Negro, um empate em 1 a 1.

A equipe que vinha dominando a competição ficou mal no torneio. Dentro de campo, o Vasco tinha feito quatro pontos em quatro jogos (lembrando que a vitória, na época, valia dois) e só tinha seis por contas dos pontos extras. O Flamengo, que entrou sem ponto algum, liderava com sete, enquanto o Fluminense tinha cinco pontos (quatro em campo mais um extra). O Botafogo, com apenas um ponto, já tinha dado adeus ao título.

Na rodada seguinte, o "sol voltou a brilhar" em São Januário. O Vasco venceu o Botafogo, pelo placar de 3 a 1 e o Fluminense bateu o Flamengo por 2 a 0. O Gigante voltou a liderar, com oito pontos, enquanto Flu e Fla estavam com sete. E tudo isto ficou para a última rodada, onde o então improvável Jardel apareceria.


No dia 13 de maio, no Maracanã, o Flamengo bateu o Botafogo por 1 a 0. Com o resultado, o Vasco precisaria vencer o Fluminense, dois dias depois, também no Maracanã, para conquistar o título. E foi exatamente o que aconteceu.

Logo aos seis minutos de partida, Valdir fez boa jogada pela esquerda e cruzou. Jardel se antecipou ao goleiro Ricardo Cruz e com um leve toque com o pé direito, abriu o marcador. Já na segunda etapa, mais precisamente aos 17', William fez bela trama pelo meio e serviu ao camisa 9 cruzmaltino, que de dentro da área acertou um chute indefensável: 2 a 0 para o Vasco, que era tricampeão carioca.

Aproveitando-se de uma música que fazia muito sucesso na época e era tocada "no talo" nos alto falantes dos bailes funks do Rio de Janeiro, a torcida vascaína entoou o coro: "Tri, tri, tri, o Vasco é tri-tererê" e Jardel era o heroi do título.

Apesar de ter garantido a taça para o Cruzmaltino, Jardel acabou não tendo espaço no Vasco e em 1995 foi emprestado ao Grêmio. Pois foi no Rio Grande do Sul onde virou ídolo, sendo um dos principais destaques do Tricolor Gaúcho na conquista da Libertadores. Ainda fez muito sucesso em Portugal e na Turquia, sendo Chuteira de Ouro na Europa, mas podemos dizer que aquele 15 de maio de 1994 pode ser considerado a aparição do centroavante no "mainstream" do futebol.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Colabore

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações