União São João 2 x 8 Santos - Em 1996, Peixe usava calções quadriculados pela primeira vez

Por Lucas Paes
Foto: Folha Imagem

Calções quadriculados do Santos em 1996

Até meados dos anos 1990, não haviam no futebol brasileiro muitas regras rigorosas quanto a cores diferentes nos calções e meiões dos clubes. Era comum que se usassem camisas diferentes mas shorts e meias de cores semelhantes e até iguais. Era cena comum, por exemplo, ver tanto Santos quanto São Paulo com shorts e meiões brancos mesmo com um jogando de listrado e o outro de branco. Na metade da década isso passou a mudar e passou a existir a exigência de meiões e calções diferentes. Pensando nisso, em 6 de abril de 1996, no Paulistão, diante do União São João, no Estádio Hermínio Onetto, em Araras, o Peixe estreou um calção quadriculado.

O motivo por trás do calção quadriculado foi, segundo crença popular, diretamente relacionado ao grande rival santista, o Corinthians. A ideia por trás do calção quadriculado (e do estrelado que também existiu) era evitar em algumas situações que o Santos jogasse com camisas brancas, shorts pretos e meiões brancos. Na época, porém, o presidente do clube Samir Jorge Abdul-Hak negou que esse fosse o motivo por trás da mudança, dizendo simplesmente não gostar do calção preto. Ficou a história popular.


O Paulistão de 1996 foi o primeiro onde houveram regras mais rígidas com relação aos uniformes diferentes, o que na época foi visto como um avanço no ludopédio brasileiro, ainda tão marcado naqueles anos por histórias pitorescas envolvendo dirigentes, cartolas e regulamentos de campeonato. Foi esse o contexto que levou o alvinegro a usar calções quase carnavalescos naquele ano.

Independente da cor ou do modelo do calção, o que ficou marcado foi o placar da partida: em plena recuperação na época, o Santos não tomou conhecimento do União São João e aplicou sonoros 8 a 2 pra cima do alviverde de Araras. Fora de controle, Giovanni marcou três vezes nos primeiros 32 minutos e botou o Santos em ampla vantagem. Clóvis ainda ampliou, fechando o primeiro tempo em sonoros 4 a 0. Na etapa final, Giovanni marcou mais um de pênalti, Cleomar diminuiu para o União São João, mas nem teve tempo de celebrar pois Wagner ampliou o placar. Cleomar marcou outro para o time de Araras, também de pênalti, antes de Cláudio e Jamelli fecharem o placar.


O calção quadriculado gerou repercussão na imprensa de todo o país e ficou marcado na história dos uniformes do Santos, do Brasil e até do futebol mundial, pois a imagem rodou o globo no que ainda é um dos uniformes mais pitorescos que o esporte bretão já testemunhou desfilar sobre o tapete verde. Como escrito na Folha de São Paulo na época, foi uma ideia estranha até pensando que nada impedia ao Santos usar a camisa listrada para evitar um uniforme igual ao do Corinthians.

O quadriculado não foi a única ideia do Santos para evitar o uso do calção preto, já que o Peixe cogitou inicialmente um calção listrado, mas usou um estrelado na partida seguinte diante do São Paulo, no Pacaembu. O bom senso prevaleceu no Alvinegro Praiano algum tempo depois e o shorts preto em pouco tempo passou a ser algo comum junto a camisa listrada. Ainda assim, até hoje os santistas evitam usar camisas brancas, shorts pretas e meiões brancos. Mais recentemente, com a adoção de um "terceiro uniforme", a possibilidade é mais remota ainda, já que desde então já vimos o Alvinegro Praiano vestir azul, dourado, cinza e até o preto.

←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Colabore

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações