quinta-feira, 14 de maio de 2020

Títulos e artilharia: Amoroso marcava seu último gol há 12 temporadas

Mateus Bezerra / FPF
Foto: divulgação Aris

Amoroso com a camisa do Aris, clube no qual marcou o seu último gol

Márcio Amoroso dos Santos, ou simplesmente Amoroso, nasceu em Brasília, no ano de 1974, e iniciou nas categorias de base no Guarani. Já no profissional, além do bugre campineiro, passou por outros grandes clubes do Brasil e do mundo como São Paulo, Corinthians, Flamengo, Grêmio, Udinese e Parma, na Itália, e Borussia Dortmund, da Alemanha. Em sua carreira marcou 198 gols. O último deles foi há 12 anos, com a camisa do Aris, da Grécia.

Logo no início de sua carreira, foi emprestado pelo Guarani ao Tokyo Verdy, do Japão. Em 1994 retornou ao clube de formação, onde disputou o Brasileirão. Na competição nacional, marcou 19 vezes em 26 aparições, o que lhe rendeu a artilharia do campeonato ao lado de Túlio, além do prêmio Bola de Prata de melhor jogador. Na época, formava dupla de ataque com Luisão e juntos levaram o Guarani até à semifinal, sendo eliminado pelo futuro campeão Palmeiras.
No ano seguinte continuou fazendo gols pelo time de Campinas, despertando o interesse do Flamengo, que o contratou para a temporada de 1996. No entanto, o jovem talento ficou apenas três meses no clube carioca, pois acabou assinando contrato com a Udinese-ITA. Na temporada 98/99, foi artilheiro do Campeonato Italiano, com 22 gols. Em seguida, se transferiu para o Parma e fez parte do único título da Supercopa da Itália que o clube possui.

Ao sair do Parma, rumou para a Alemanha para defender o Borussia Dortmund, onde ficou por três temporadas. Logo em seu primeiro ano fez barba, cabelo e bigode, com o título, a artilharia com 18 gols e o prêmio de melhor jogador da competição. Ainda na Europa, teve passagem discreta pelo Málaga, da Espanha.

De volta ao Brasil - Em 2005 o artilheiro retornou à sua pátria para jogar pelo São Paulo. Comandando por Paulo Autuori, participou da conquista do tricampeonato da Libertadores, fazendo o primeiro gol na goleada por 4 a 0 contra o Athletico na final. Devido à conquista da América, o clube do Morumbi viajou para o Japão, no final daquele ano, para a disputa do Mundial de Clubes.

Logo no primeiro desafio o matador foi decisivo na apertada vitória são- paulina por 3 a 2 diante do Al- Ittihad. Aos 16 minutos da etapa inicial, Danilo fez jogada pela esquerda, cruzou e a bola sobrou para o camisa 11, que matou no peito e bateu cruzado para abrir o marcador. O time árabe buscou o empate ainda no primeiro tempo. Porém, logo no início da etapa complementar mais uma vez o faro do artilheiro prevaleceu.

Danilo fez jogada pelo meio com Aloísio, que tocou para Cicinho, aberto na ala direita. O lateral acertou cruzamento para Amoroso apenas empurrar para o gol. Depois, Rogério Ceni ainda ampliou o placar, de pênalti, e os árabes ainda descontaram. Com esses dois gols feitos na semifinal, o atacante foi um dos artilheiros da competição.

Após o belo desempenho e o título diante do Liverpool, o Milan fez com que Amoroso voltasse à Itália. Entretanto, o atleta pouco atuou, em duas temporadas. Desta forma, retornou ao Brasil para jogar pelo Corinthians, em 2006. No ano seguinte defendeu as cores do Grêmio, antes de ir para a Grécia, para atuar pelo Aris, clube onde marcou seu último gol como profissional.

Imagem

Seleção Brasileira - Os bons desempenhos na temporada em que defendeu o Parma, 98/99, garantiram sua convocação para disputar a Copa América, no Paraguai, com a Seleção Brasileira, em 1999. Na ocasião, o Brasil foi campeão e Amoroso estufou as redes adversárias em quatro ocasiões.

Logo na estreia, o Brasil goleou a Venezuela por 7 a 0. Amoroso só não marcou mais do que Ronaldo Fenômeno, que deixou três tentos, contra dois dele. Já na segunda partida, diante do México, o camisa 7 marcou um dos dois gols, na vitória de 2 a 1. O último gol do craque na competição continental, foi novamente contra o México, mas dessa vez a vitória foi por 2 a 0.

O último de seus gols - Já no final de sua carreira, Amoroso deixou o Brasil para jogar no futebol grego, na temporada 2007/2008. Aos 33 anos, o experiente jogador foi recebido por seis mil torcedores no aeroporto. Em sua apresentação ao clube, o goleador se disse emocionado pela recepção. “Estou contente por abrir uma nova página em minha carreira. Devo dizer que nunca fui tão bem recebido em toda a minha vida. A recepção dos torcedores foi incrível e estou emocionado”, disse em coletiva à época.

Pela equipe grega, o jogador disputou 12 paridas, marcando dois gols. O primeiro foi contra o Atromitos Athen, de Atenas, com um belo chute de esquerda. O seu último gol como profissional foi no dia 14 de maio de 2008, quando marcou de pênalti, contra o Panionios, no empate em 3 a 3.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações