terça-feira, 19 de maio de 2020

Pretinha, uma lenda do Futebol Feminino brasileiro

Por Edson de Lima / A Vitrine do Futebol Feminino
Foto: Reuters

Pretinha em Pequim, defendendo a Seleção Brasileira nos Jogos Olímpicos de 2008

Neste 19 de maio de 2020, uma das grandes lendas do Futebol Feminino brasileiro está completando 45 anos. Trata-se de Delma Gonçalves, a atacante Pretinha, conhecida por ter feito parte da Seleção Brasileira entre as décadas de 90 e 2000, além de ter atuado no próprio país, Estados Unidos, Japão e Coreia do Sul.

Nascida no Rio de Janeiro, Pretinha surgiu como uma joia do futebol na Liga Desportiva de Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense. Logo chamou a atenção de todos e ganhou uma chance na Seleção Brasileira, sendo convocada para a Copa do Mundo de 1991, realizada na China.

Ainda em Copas do Mundo, Pretinha colecionou mais três participações: 1995, quando o Brasil ficou na primeira fase, apesar de ter vencido a Suécia na estreia, 1999, quando a Seleção Canarinho fez sua melhor campanha até então, com um terceiro lugar, e 2003, quando o time caiu no mata-mata.

Já em Jogos Olímpicos, Pretinha coleciona quatro participações, todas elas chegando, no mínimo, ao quarto lugar. Atlanta 1996, quarto lugar, Sidney 2000, mesma colocação, Atenas 2004, com gols importantes dela na semifinal e decisão, sendo a artilheira e ficando com a medalha de prata, e Pequim 2008, também vice-campeã.


Clubes - Depois de iniciar na Liga Desportiva de Nova Iguaçu-RJ, Pretinha foi para o Vasco da Gama, em 1992, onde atuou também no futsal. Ficou no clube até a virada do século, sendo uma das poucas grandes jogadoras brasileiras a não ter ido jogar no Paulistana, como ficou conhecido os primeiros estaduais de São Paulo organizados pela Federação Paulista de Futebol.

Pretinha também foi uma das primeiras jogadoras a atuar na liga inaugural profissional de futebol feminino dos Estados Unidos, onde defendeu o Washington Freedom, fazendo ataque com Mia Hamm e Roseli, e no San Jose Cyber Rays, onde atuou com Kátia Cilene e Sissi.

Ainda no exterior, Pretinha atuou também no Kobe Lionessa, do Japão, e no Icheon Daekyo, da Coreia do Sul. Ela encerrou a carreira em 2014, com 39 anos, quando fazia parte da Seleção Brasileira Feminina Permanente.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações