terça-feira, 12 de maio de 2020

A passagem de Adolfo Pedernera pelo Atlanta

Por Lucas Paes


Pedernera vestindo a camisa do Atlanta

Uma das piores decisões da história do futebol de seleções foi quando a Argentina resolveu não participar da Copa do Mundo de 1950. Pela quantidade exorbitante de craques que os Albicelestes tinham na época. Talvez o país mais "prejudicado" pela ausência de Copas do Mundo nos anos 1940, a Argentina produziu diversos craques de imenso quilate naqueles anos e um deles era o "Maestro" Adolfo Pedernera, que nos deixou há exatos 25 anos, num dia 12 de maio, aos 76 de idade. Entre os clubes de sua carreira, esteve uma passagem curiosa pelo Atlanta, em 1947.

Um dos maiores craques da história do River Plate, por onde jogou entre 1935 e 1946, acabou deixando os Millonarios devido a uma empreitada aprontada pelo Atlanta, pequeno clube do bairro Villa Crespo, em Buenos Aires. O Bohemio trouxe naquele ano diversos jogadores e montou um elenco estrelado. Do River, vieram o goleiro Soriano e também o Maestro. Além deles, figurava o nome do uruguaio Burgueño.

Porém, de maneira inesperada, a ideia acabou se tornando um verdadeiro fracasso. Sem conseguir dar liga, o time do Atlanta sofreu desde o início até o fim da competição, ficando sempre na parte de baixo da tabela, distante do sonho do título que era pretendido quando o "esquadrão" foi montado. Sem conseguir reagir, o Atlanta acabou rebaixado na última colocação, com apenas 18 pontos.

Pedernera acabou não conseguindo ajudar muito a equipe. Ao longo de 28 jogos vestindo a camisa bohemia, marcou apenas quatro vezes durante o ano de 1947. Por uma ironia enorme do destino, o descenso do Atlanta acabou decretado após uma derrota para o River Plate, ex-clube do craque argentino. O "Maestro acabaria deixando o clube de Villa Crespo ao fim daquela temporada, indo jogar no Huracán.

Imagem

O craque argentino sairia do Huracan para o Millonarios da Colômbia, na famosa Liga Pirata local, antes de voltar ao Globo para encerrar a carreira. Na Colômbia, chegou a ser jogador e treinador, numa função que antecipa a função que faria a partir de sua aposentadoria dos campos. Como treinador, seria o primeiro a comandar a Seleção Colombiana em uma Copa do Mundo, em 1962. No dia 12 de maio de 1995, Pedernera foi jogar no time das lendas celestiais e deixou o plano terrestre, ficando para sempre na eternidade.
←  Anterior Proxima  → Inicio

Um comentário:

  1. Na verdade, a seleção uruguaia foi até mais prejudicada do que a Argentina nos anos 40. Perdeu a chance de ganhar mais duas Copas do Mundo. A Argentina, mesmo tendo sempre figuras geniais, só se tornaria campeã em 78.

    ResponderExcluir

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações