terça-feira, 21 de janeiro de 2020

Vai começar o Paulistão 2020

Por Lucas Paes


Os 16 times do Paulistão


Vai começar nesta quarta-feira, dia 22, o Campeonato Paulista de 2020. Além dos quatro grandes, o mais disputado campeonato estadual do Brasil tem também fortes equipes no interior que podem surpreender, principalmente o Red Bull Bragantino. Mas, nem só de Bragança vive o interior, que conta com times como Ponte Preta, Guarani, Ituano, São Caetano, entre outros.

O regulamento segue a mesma formula do ano passado. Os 16 times foram divididos em quatro grupos e jogam contra todos os times que não são do seu grupo. A diferença agora é que as quartas e semifinais serão disputadas em jogo único.  

Grupo A


Santos

O Santos pega o Bragantino na estreia 
(Foto: Ivan Storti/SFC)

O Peixe viveu um 2019 que só não foi mais dos sonhos pela falta de um título. Desacreditado no início da temporada, o Alvinegro Praiano surpreendeu e foi muito bem sob o comando de Sampaoli. Para 2020, os santistas agora tem como treinador o português Jesualdo Ferreira, esperança da torcida santista de um futebol ofensivo e encantador. O craque do time segue sendo o uruguaio Sanchez e o entrosamento é a grande esperança, já que o Peixe não fez grandes contratações. 


Água Santa

O Água Santa segue treinando para a estreia
(Foto: Divulgação/EC Água Santa)

O Netuno deu sorte para estar na A1 em 2020. Eliminado pelo Santo André, nas semifinais da A2 do ano passado, o Água Santa conseguiu a vaga do Red Bull, que acabou jogado para a Série A2 após a compra do Bragantino pela empresa austríaca de energéticos. Entre os destaques do time comandado por Fernando Machiori estão os laterais Fabrício (aquele do Internacional) e Luis Ricardo, o atacante Felipe Azevedo e o meia Pio. Ainda assim, a ideia do Água Santa é se manter na primeira divisão.

Oeste 

O Oeste deve ter destaques da Copinha no time
(Foto: Divulgação/Oeste FC)

O rubro-negro, agora estabelecido em Barueri, tem o curioso currículo de ser recordista de empates nos últimos anos na Série B do Campeonato Brasileiro. O Oeste conta com uma parceria com o Corinthians, usando jogadores não aproveitados no Timão. Apesar de perder o atacante Fábio, o Oestte ainda tem Mazinho, o "Messi Black", além dos destaques que podem subir do bom time da Copinha. Renan Freitas segue na equipe, tentando levar o Oeste novamente ao mata-mata.

Ponte Preta

A Ponte segue treinando para a estreia no Paulista
(Foto: Rogério Capela/Luiz Guilherme Martins)

A Macaca viveu em 2019 um ano de alguns altos e muitos baixos. Depois de uma crise política, a Nega Véia, comandada por Gilson Kleina, tenta se recuperar com uma boa campanha no Paulista, mantendo sempre vivo o sonho do título. O grande destaque da Ponte é o excelente goleiro Ivan, que já desperta atenção do futebol europeu. Além dele, o ídolo Roger, atacante de sucesso no clube é uma das esperanças da fanática torcida pontepretana para buscar o inédito título estadual.

Grupo B

Palmeiras

Luxemburgo voltou a comandar o Palmeiras
(Foto: Cesar Grego/Ag Palmeiras)

O Verdão terminou 2019 em crise, após investir muito e sair do ano zerado. O Palmeiras teve dois técnicos diferentes no ano, mas nem Felipão e nem Mano Menezes conseguiram agradar o torcedor. Depois de flertar com Sampaoli, os palmeirenses trouxeram Luxemburgo, que será o responsável pela bomba-relógio que virou o Palestra nos últimos tempos. Sem contratar, o Palmeiras tem como destaque Dudu, ídolo da torcida e principal esperança para quebrar o jejum de onze anos sem conquistas estaduais.

Botafogo

Cinco destaques da Copinha estarão no elenco do Pantera
(Foto: Luiz Consenzo/Botafogo FC)

Depois de um 2019 marcado pela volta a Série B, o Pantera começa 2020 tentando recuperar a confiança após algumas rusgas entre gestão e torcida. Sob o comando de Wagner Lopes, o Botafogo tentará repetir o sucesso de 2014, quando foi longe com o mesmo treinador. Porém, na essência, o Paulista ainda é um "teste" para a Série B que virá depois. Do time do ano passado, só o goleiro Darley ficou. Uma boa campanha no Paulistão pode aliviar um pouco a crise que eclodiu ano passado.

Novorizontino

O Novorizontino segue preparação para estreia
(Foto: Thiago Carvalho/Novorizontino)

De novo no grupo do Palmeiras, o Tigre chega no Paulista novamente prometendo brigar por objetivos bons. Com um time recheado de jogadores experientes, o Novorizontino tem como destaque o recém-chegado Thiago Ribeiro, campeão da Série B pelo Red Bull Bragantino. Além dele, Roberto Fonseca conta também com Bruno Aguiar e Edson Silva, nomes já conhecidos do torcedor. O objetivo é novamente chegar no mata-mata.

Santo André 

O Santo André se prepara para a estreia
(Foto: Divulgação/EC Santo André)

O Santo André, campeão da Série A2, conta com parte da base do ano passado reforçada para a disputa da série A1. Paulo Roberto Santos tem no elenco nomes como Henal, Douglas Baggio, Guilherme Garré e Branquinho, velho conhecido do torcedor andreense e de certa forma um ídolo da torcida. Inicialmente, a principal pretensão do Ramalhão é ficar na primeira divisão, para depois pensar em lugares mais altos.

Grupo C

São Paulo


Bruno Alves é um dos bons nomes do São Paulo
(Foto: Rubens Chiri/SPFC)

O jejum de 15 anos sem ganhar um Paulistão só não incomoda mais que o jejum de efetivamente sete anos sem conquistar um título. O São Paulo parece viver um eterno bate-cabeça entre tudo e todos dentro do clube e navega num revolto oceano de crises. O grande destaque do elenco comandado por Fernando Diniz é o excelente goleiro Thiago Volpi, num time que ainda conta com nomes como Juanfran, Daniel Alves, Alexandre Pato e Hernanes, além dos garotos de Cotia. Um título estadual seria um alívio para o trabalho de Diniz e para o ambiente do clube.

Inter de Limeira


Elano comandará a Inter de Limeira
(Foto: Pedrinho Sarti)

Outra recém chegada na Série A1, a  Inter volta com o objetivo de se manter na primeira divisão. Elano, treinador, é o grande nome do Leão, que teve um elenco totalmente montado pelo ex-jogador santista. Rafael Pin, goleiro diretamente responsável pelo acesso, é um dos grandes destaques da equipe, ao lado do recém chegado Airton. Repetir 1986 é um sonho distante, já que o grande objetivo é realmente a permanência.

Ituano


Gui Mendes é mais uma jóia da base do Galo de Itu
(Foto: Daniel Vorley/ Agência Futpress)

Um dos maiores perigos vindos do interior de São Paulo, o Galo de Itu não há muitos anos surpreendeu o Santos e levou seu segundo título paulista. O rubro-negro chega sonhando alto, depois de subir para a Série C do Brasileirão. O grande destaque do Galo é o jovem atacante Gui Mendes e a força do time vem da permanência de Vinicius Bergantin e de boa parte do time base do ano passado. Não será nenhuma surpresa se o Ituano brigar efetivamente pelo seu terceiro estadual.

Mirassol


O Mirassol segue treinando para a estreia
(Foto: Divulgação/Mirassol)

Outro time que está há alguns anos na primeira divisão, o Leão da Alta Paulista tenta fazer uma camapnha um pouco melhor esse ano, depois de seguidas brigas contra o descenso. Ricardo Catalá conta com nomes como Marcelo Toscano, Daniel Borges, Maranhão e Neto Moura para tentar levar o Mirassol à uma situação mais tranquila. Se a classificação é dificil (como escrito anteriormente, o Ituano é uma das maiores forças do interior e está neste grupo), uma luta pelo título do Interior já seria interessante.

Grupo D

Corinthians

Luan é o grande destaque do Corinthians
(Foto: Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians)

Depois de um 2019 conturbado, mesmo com a conquista estadual (que mais mascarou problemas que qualquer outra coisa), o Timão entra em 2020 sob nova direção, já que agora é comandado por Tiago Nunes e com a manutenção de boa parte do elenco. Entre os poucos reforços, o nome que chama atenção é obviamente o craque Luan, destaque de anos no Grêmio que agora jogará no time de coração. O Timão vem como favorito à um inédito tetracampeonato. 

Ferroviária

A Ferroviária tentará se manter na série A1
(Foto: Beto Boschiero/Ferroviária SA)

A Ferrinha teve o futebol praticamente assumido pela empresa MS Sports, mas viveu uma crise com demissão de treinador há pouquissimos dias da estreia do estadual. Chegou Sérgio Soares, que foi vice-campeão paulista com o Santo André em 2010. Do ABC também vem a base do time, só que do São Caetano, de onde vieram muitas contratações. O grande destaque da equipe é o meia Mazinho, trazido justamente do azulão. Inicialmente, o objetivo é a permanência.

Guarani

O Guarani segue treinando para a estreia
(Foto: Divulgação/Guarani FC)

Depois de uma salvação milagrosa na Série B de 2019, o Bugre vem para 2020 com diversas contratações e a permanência do treinador Thiago Carpini. Alguns nomes permaceram, como o atacante Lucas Crispim. Entre os reforços, os destaques são o atacante Alemão e o zagueiro Leandro Almeida. Se a presença do Red Bull pode impedir sonhos mais altos, o Guarani pretende pelo menos não sofrer na competição.

Red Bull Bragantino

O RB Bragantino é talvez a principal força do interior
(Foto: Divulgação/Red Bull Bragantino)

A grande força do interior no Paulistão, junto ao Ituano, a equipe do Red Bull Bragantino vive momentos de empolgação com o investimento da Red Bull. Se a identidade visual mudou, mudou também a realidade de investimento. Já foram gastos mais de 50 milhões de reais em reforços e o investimento deve ser ainda maior para a Série A. O Massa Bruta manteve boa parte do elenco e trouxe nomes como Alerrandro, Arthur, Thonny Anderson e Luan Cândido. A expectativa do Massa Bruta é maior possível e uma briga por título não está muito fora da realidade. 
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações