domingo, 22 de julho de 2018

♪♫♩♬ Gol do Juninho, Monumental! ♪♫♩♬

Com informações do site oficial do Vasco da Gama

O gol de Juninho, contra o River Plate, foi tão importante que virou refrão de música da torcida

Em 22 de julho de 1998, Juninho Pernambucano marcou um golaço de falta diante do River Plate (ARG), no estádio Monumental de Nuñes. O lance foi um dos marcos da conquista da Libertadores de 1998. Era a segunda partida da semifinal da competição. Na primeira, o Gigante da Colina havia vencido por 1 a 0, gol marcado por Donizete. Os argentinos, mesmo com o resultado negativo, afirmavam que iriam se classificar para a final.

Jogando em casa, o adversário abriu o placar com Sorín, depois da cobrança de falta de Galhardo. Com o resultado, os argentinos sentiam-se mais a vontade para pressionar o Cruz-Maltino, que não se intimidava e lutava heroicamente pela classificação. Gallardo perdeu duas oportunidades no primeiro tempo. O Vasco chegou com Luizão, que sofreu um pênalti não marcado pelo árbitro.

A segunda etapa seguia como a primeira: River todo no ataque e o Vascão esperando um contra-ataque para matar o jogo. Para melhorar o passe, o técnico cruzmaltino, Antônio Lopes, decidiu colocar Juninho Pernambucano no lugar de Luizão. A alteração surtiu efeito e a equipe de São Januário passou a ficar mais tempo com a bola.

Quando parecia que a disputa iria para os pênaltis, surge o lance que entraria para a história do Vasco e que marcaria o Reizinho na Colina e seus súditos. Montserrat comete falta em Vágner na intermediária do campo. Após o juiz marcar a infração, os jogadores adversários tentavam retardar cobrança e desconcentrar Juninho. Mas não conseguiram. Aos 37 minutos, o meia se tornava Rei ao bater com força na bola, que faz uma curva impressionante para entrar caprichosamente no ângulo de Burgos. Um golaço!

O gol que colocou o Vasco na final da Libertadores de 1998

Juninho e os seus companheiros comemoraram com euforia o gol histórico que rendeu a classificação para a final diante do Barcelona (EQU). O Monumental ficou perplexo, calado, com a obra de arte do Reizinho, enquanto a torcida vascaína festejava. O lance épico daquela conquista é lembrado em todos os jogos do Vascão, seja em São Januário ou longe dele, com o refrão:

Contra o River Plate
Sensacional.
Gol do Juninho,
Monumental
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Instagram

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações