segunda-feira, 7 de maio de 2018

Víctor Aristizábal no Santos FC

Por Victor de Andrade

Aristizábal passou um ano e meio no Santos FC, onde contusões o atrapalharam

O crescimento do futebol colombiano no final da década de 80 e, principalmente, durante os anos 90 abriram os olhos dos clubes brasileiros para os jogadores do país vizinho e que rivaliza com o Brasil na produção de café. Nesta época, alguns atletas de lá vieram atuar por estas bandas, principalmente alguns dos mais conhecidos como Rincón e Asprilla.

Um destes colombianos que vieram atuar no futebol brasileiro foi Víctor Hugo Aristizábal. O atacante, que tinha feito parte da Seleção Colombiana na Copa de 1994, como reserva, desembarcou no São Paulo FC em 1996. Foi muito bem no início e em 1997 fez uma dupla infernal com Dodô. Em 1998, caiu de produção, mas mesmo assim ainda defendeu a Colômbia no Mundial de 1998 e quando voltou da França, teve uma surpresa: foi emprestado ao Santos FC.

Atuando contra o Barcelona, no Camp Nou, em 1998

Ari, como era carinhosamente chamado, foi apresentado na Vila Belmiro no dia 11 de agosto de 1998, com pompas de grande contratação, já que ele foi até o gramado do Estádio Urbano Caldeira na véspera de uma partida contra a LDU, pela Copa Conmebol.

Ele estreou no Brasileiro de 1998, em um duelo contra o Palmeiras, em agosto, entrando no lugar de Alessandro Cambalhota. Ainda participou do amistoso contra o Barcelona, no Camp Nou, que terminou com o placar de 2 a 2. Quando começava a se firmar no esquema do técnico Emerson Leão, que tinha Lúcio na ponta esquerda e Viola pelo meio, se contundiu gravemente no joelho em partida contra o Guarani no Brinco de Ouro e ficou seis meses fora.

Em jogo contra o Ajax, em 1999

Aristizábal só voltou a atuar pelo Santos no meio do Campeonato Paulista de 1999. Como o time já estava montado e entrosado, o colombiano teve poucas chances durante o estadual. Porém, como a equipe perdeu peças importantes para o segundo semestre, o colombiano, pelo menos na cabeça de Emerson Leão, era uma das peças chaves para a equipe no Brasileirão, tanto que ele foi titular na excursão do Alvinegro na pré-temporada europeia, onde o time enfrentou Ajax e Atlético de Madrid.

A esperança de Aristizábal e da torcida cresceu ainda mais quando o Peixe contratou Dodô. A empolgação era que a dupla revivesse o ano de 1997. Porém nem tudo ocorreu como se esperava, já que Emerson Leão, que já não escalava o colombiano, foi demitido. O seu sucessor, Paulo Autuori, demonstrou gostar menos ainda do atleta e o fez treinar em separado.

Em 1999, reviveu a dupla com Dodô, que fez sucesso no São Paulo

No dia 3 de novembro de 1999, Aristizábal foi dispensado do Santos, tendo feito 23 partidas e marcando seis gols. O São Paulo, dono do passe, também não demonstrou interesse nele e o colombiano acabou voltando para sua terra natal. Aristizábal jogaria novamente no futebol brasileiro entre 2002 e 2004, no Vitória, Cruzeiro (onde teve uma passagem excepcional, conquistando todos os títulos do ano) e Coritiba.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Instagram

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações