terça-feira, 15 de setembro de 2015

Usuriaga no Santos Futebol Clube

Foto rara de Usuriaga na partida contra o Fluminense

No meio do ano de 1996, o Santos Futebol Clube vendia o seu maior ídolo da época e, ao lado de Rivaldo, o jogador mais valioso do futebol brasileiro na época, Giovanni para o Barcelona. O clube passava por diversas dificuldades financeiras e o dinheiro do negócio colocaria as finanças em azul e ainda promoveria reformas necessárias no Estádio Urbano Caldeira, a Vila Belmiro, como aumento da capacidade e troca do gramado

Porém, dentro de campo, o clube precisava de reforços e para substituir o ídolo, o Santos foi atrás do algoz do clube nas Supercopas da Libertadores de 1994 e 1995: o atacante colombiano do Independiente de Alvellaneda, que estava emprestado ao Barcelona de Guaiaquil, Alberto Usuriaga.

Usuriaga foi apresentado na Vila Belmiro com pompas de grande estrela do futebol sul-americano. E a primeira impressão deixada pelo atacante foi muito boa: marcou três gols em dois amistosos que o Santos fez na preparação para o Campeonato Brasileiro de 1996.

Porém, algo não estava correndo bem. O Independiente não mandava os documentos para a transferência, querendo uma quantia para liberar o jogador (o empréstimo, a princípio, era gratuito), e o Santos iniciou o Brasileirão sem sua principal contratação. Mesmo sem a papelada, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) liberou a carteira de atleta para Usuriaga e, com esse documento, o Santos liberou o treinador José Teixeira para escalar o colombiano.

Ele estava no álbum de figurinhas do Brasileirão

E Usuriaga foi relacionado para o jogo contra o Fluminense, válido pela quarta rodada do Brasileirão. A partida era ansiosamente esperada pelos torcedores santistas. Além da estreia de Usuriaga, este seria o primeiro confronto do Peixe contra o Flu depois da mítica semifinal do Brasileirão de 1995.

O colombiano saiu como titular e teve uma estreia discreta em jogo realizado no Estádio Ícaro de Castro Melo, o Ibirapuera, em São Paulo (a Vila Belmiro estava em reformas e o clube, a princípio, utilizou o campo usado, normalmente, para a prática de atletismo). O Santos venceu a partida por 1 a 0, com gol de falta de Ânderson Lima. Porém, esse jogo não terminou depois do apito final do árbitro.

A verdade é que a carteira de atleta não liberaria o jogador para disputar a partida. Era necessário apresentar os documentos do Independiente para registrar a transferência e, aí sim, Usuriaga teria condições de jogo.

Foi aberta uma denúncia contra o Santos pedindo a perda de pontos do jogo contra o Fluminense e o clube, com medo de ser mais prejudicado, não escalou mais Usuriaga, esperando vir a documentação da Argentina. Acontece que de tanto pedir uma quantia em dinheiro, o Santos acabou desistindo do negócio e Usuriaga não vestiu mais a camisa do alvinegro, voltando para a Argentina.

Gol do Santos contra o Fluminense

Além de perder a sua maior contratação e risco de ser punido no Supremo Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), o Santos não ia bem na competição. O Peixe não se sentiu em casa no Ibirapuera, buscou outros locais para jogar na grande São Paulo e interior, mas as vitórias teimavam em não vir.

Ao final do campeonato, apesar de todos os problemas, o Santos se safou dos dois maiores problemas. O Santos não foi punido pelo STJD, alegando que não agiu de má fé e não perdeu pontos. O Peixe fez 27 pontos, cinco a mais que o Fluminense, o primeiro da zona de rebaixamento. Vale ressaltar que o rebaixamento de 1996 foi cancelado devido ao estouro do caso Ives Mendes (algo para outro artigo).

Usuriaga, que jogou pela Seleção Colombiana entre 1989 e 1995, ainda jogaria até 2003, passando por Millonarios, Deportivo Pasto, Sportivo Luqueño (Paraguai), entre outros. O jogador foi assassinado em Cali, na noite de 11 de fevereiro de 2004, por dívida em jogos de azar.
←  Anterior Proxima  → Inicio

Um comentário:

  1. Bom texto... Lembro bem dessa história. Por um momento fiquei até com receio dessa punição mas no final não faria falta.

    Seria interessante lembrar que mesmo que perdesse os 3 pontos da vitória contra o Flu ele não cairia, pois entre o clube carioca e o Santos ainda tinha o Bahia e Criciúma com 4 pontos de diferença para o peixe.

    ResponderExcluir

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações