segunda-feira, 20 de julho de 2015

Djalma Santos no Furacão

Jogando pelo Furacão

Já consagrado e tendo quatro Copas do Mundo disputadas, sendo campeão em duas, o grande lateral-direito Djalma Santos desembarcou no Clube Atlético Paranaense em 1968. Com 39 anos, o jogador ainda esbanjava saúde e queria encerrar a carreira em grande estilo.

Djalma Santos foi para o Atlético Paranaense, apenas seu terceiro clube na carreira. O presidente do clube, Jofre Cabral, foi a São Paulo atrás de um jogador para reforçar seu elenco. Visitou o treino do Palmeiras, onde foi conversar com Djalma Santos, perguntando se ele conhecia algum jogador que pudesse indicar.

Djalma Santos perguntou quando o presidente pretendia pagar. Satisfeito com a oferta, não teve dúvidas: disse que estava disposto a ir para o Furacão. Não podia deixar o Palmeiras imediatamente, mas prometeu que iria para o Rubro-Negro assim que encerrasse seu contrato. Jofre acabou morrendo meses depois, mas Djalma cumpriu com sua palavra e chegou em Curitiba no final de 68.


Djalma é o primeiro em pé


Realizou partidas memoráveis pelo Atlético. Mesmo com 40 anos, ainda tinha um fôlego impressionante e cobrava dos colegas mais preguiçosos. Com essa inspiração, o Atlético foi campeão paranaense de 1970, um dos títulos mais comemorados da história. Djalma teve participação decisiva.

Djalma atuava com sabedoria: quando pegava um ponta-esquerda muito veloz, trocava de posição com Julio e ia jogar na esquerda, onde tinha mais tempo para exibir seu belo futebol. Deixou uma marca incrível no Atlético e não viveu apenas da fama de bicampeão mundial. Despediu-se do futebol em 21 de janeiro de 1971, prestes a completar 42 anos, em um jogo contra o Grêmio. Teve uma atuação soberba, digna de toda a sua brilhante carreira.

Campeão paranaense de 1970

Depois de deixar os gramados, tornou-se técnico, com passagem pelo próprio Atlético, mas desistiu da estressante carreira. Passou a se dedicar aos garotos, trabalhando em escolinhas de futebol.

Djalma Santos, que foi eleito para integrar a Seleção dos 80 Anos do Atlético, faleceu em 23 de julho de 2013, em Uberaba-MG. é considerado por muitos o maior lateral-direito da história do futebol.

Com informações do site www.furacão.com.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações