10 anos de Uruguai e Gana na Copa do Mundo da África do Sul

Foto: Fifa.com

Luis Suárez evitando o gol de Gana com a mão, no final da prorrogação

Uruguai 1 x 1 Gana foi um jogo válido pelas quartas de final da Copa do Mundo de 2010, realizado em Joanesburgo, África do Sul. É considerado uma das grandes partidas da história dos mundiais de futebol. O Uruguai não se classificava para as semifinais desde a Copa do Mundo de 1970, enquanto que uma seleção da África jamais havia passado da fase de quartas de final de uma copa do mundo. O jogo foi decidido nas penalidades após o empate em 1 x 1 no tempo normal. A partida também ficou marcada pelo polêmico lance de mão de Luis Suárez no último minuto da prorrogação. O uruguaio tirou em cima da linha um gol do adversário, trocando a eliminação pelo pênalti e a sua expulsão, o que acendeu o debate se o lance foi uma trapaça ou não.

O Uruguai dominou os primeiros 30 minutos. A primeira finalização veio aos 6 minutos, em chute de Egidio Arévalo que passou muito longe do gol. Aos 11', Luis Suárez ganhou da zaga e chutou forte para boa defesa do goleiro Richard Kingson. Aos 15', Diego Forlán bateu falta de longa distância, Richard Kingson espalmou para cima e sofreu falta em seguida. Na sequência, quase John Mensah fez gol contra após escanteio de Diego Forlán, mas o goleiro ganense, com muito reflexo, defendeu com a cabeça. Aos 25', Luis Suárez voltou a bater forte e Richard Kingson defendeu com a ponta dos dedos.

Aos 37', o Uruguai sofreu uma grande perda. O capitão Diego Lugano saiu lesionado para a entrada de Andrés Scotti. A alteração coincidiu com o crescimento de Gana na partida, que dominou os 15 minutos finais do primeiro tempo. Kwadwo Asamoah alçou a bola na grande área e Sulley Muntari cabeceou para fora. Aos 44', o próprio Kevin-Prince Boateng acertou belo voleio na área após levantamento de Inkoom, mas errou o alvo. O melhor momento de Gana na partida foi recompensado com um gol pouco antes do intervalo. Aos 46', Sulley Muntari dominou a bola na intermediária, avançou casualmente e soltou uma bomba de muito longe. A bola fez uma curva e enganou Fernando Muslera, que foi pego no contrapé e viu sua rede balançar.

Mesmo em vantagem, os ganenses não abdicaram do jogo no segundo tempo e passaram a ameaçar principalmente no contragolpe. Porém, o Uruguai conseguiu voltar para o jogo aos 9'. Diego Forlán bateu falta da meia esquerda e acertou um chute colocado no canto de Richard Kingson, surpreendendo o goleiro, que havia dado um passo para o lado errado. Gana era sempre perigosa quando roubava a bola e saía em velocidade. Aos 12', Kevin-Prince Boateng tocou para Asamoah Gyan, que chutou forte da entrada da área, mas Fernando Muslera caiu para defender. Os uruguaios responderam cinco minutos depois: Diego Forlán escapou pela esquerda e cruzou no segundo poste, mas Suárez errou o chute de primeira com o goleiro batido.

O jogo continuou equilibrado, com chances para ambos os lados. Aos 23', Asamoah Gyan bateu falta de longe e a bola passou perto do ângulo de Fernando Muslera. Dois minutos depois, Luis Suárez recebeu na área pela esquerda e chutou de bico, mas Richard Kingson fez grande defesa e espalmou para escanteio. O camisa 9 uruguaio voltou a parar no goleiro ganense aos 32', desta vez de cabeça. Porém, o placar não foi mais alterado até o fim do tempo normal.


Na prorrogação, o cansaço físico falou mais alto que a técnica para as duas equipes. Foram muitos erros e poucas chances claras criadas. Uma ótima oportunidade caiu nos pés de Diego Forlán aos 8min do segundo tempo, mas o atacante chutou para fora de esquerda. No último minuto do tempo extra, após bate-rebate na área uruguaia, Luis Suárez impediu o gol ganense, salvando a bola com a mão em cima da linha. O atacante foi expulso pelo árbitro português Olegário Benquerença, e vários jogadores de Gana comemoraram como se o jogo já estivesse ganho, indo em direção à torcida.

Porém Asamoah Gyan desperdiçou a cobrança do pênalti, chutando por cima da meta. Na decisão por penalidades, Maxi Pereira perdeu para o Uruguai, mas o goleiro Fernando Muslera defendeu as batidas de John Mensah e Dominic Adiyiah, garantindo a vitória por 4 a 2.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Colabore

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações