Noroeste vence Nacional e segue líder isolado na Série A3

Foto: Bruno Freitas / Noroeste

Noroeste continua na liderança isolada na Série A3 2020

O Noroeste venceu mais uma vez diante da sua torcida, neste sábado (22) de Carnaval, no Alfredão, contra o Nacional da Capital, por 2 a 0. O Alvirrubro soma 6 vitórias em 7 jogos, com 18 pontos, e mantém não só os 100% de aproveitamento em casa, mas também a liderança isolada da Série A3 do Paulistão 2020. Os gols saíram no segundo tempo, com Fabrício de cabeça aproveitando cruzamento de Blade e Rogério Maranhão em um golaço de fora da área.

O adversário, comandado pelo ex-técnico noroestino Tuca Guimarães, fecha o dia na 14.º colocação, com 7 pontos ganhos, beirando a zona de rebaixamento. O time está à frente do vice-lanterna Marília e do Paulista de Jundiaí.

O Norusca iniciou o jogo com a mesma formação em sua terceira partida seguida, algo que não acontecia há anos na Vila Pacífico. Começaram jogando Pablo, Edson Junior, Guilherme Teixeira, Jean Pierre, Renan, Jonatas Paulista, Blade, Igor Pimenta, Yamada, Pedro Felipe e Fabrício. Mas o primeiro tempo foi abaixo do que os próprios jogadores e o técnico Luiz Carlos Martins esperaram. 

Mas o "Mister", como tem sido carinhosamente apelidado pelos torcedores, fez um mudança logo na volta do intervalo que fez a diferença e a mão do treinador foi determinante na vitória. Ele tirou Edson Jr e colocou no meio-campo Rogério Maranhão, deslocando Blade para a lateral.

Aos 9 minutos da segunda etapa, Blade foi ao fundo pela direita e cruzou para a área, tendo Fabrício testando forte para o fundo do gol, 1 a 0. Foi o 4.º gol do camisa 9 do campeonato. A partir daí o Noroeste mandou no jogo. Acuado, o Nacional pouco teve o que fazer e o goleiro noroestino Pablo praticamente assistiu os 30 minutos finais. Martins ainda colocou no jogo o meia Jhon Egito na posição de Pimenta e como Renan sentiu a perna, o zagueiro canhoto Vitor Gava entrou em seu lugar.


Aos 35 minutos, num cochilo do meio-campo do Nacional, o volante Rogério Maranhão não perdoou o seu ex-time. O jogador junto com Jean Pierre recuperaram a bola e Maranhão, de fora da área, acertou um golaço de longa distância, 2 a 0.

O Noroeste ainda perdeu dois gols que poderia dar ao time um placar mais elástico. Fabrício perdeu um gol ao invadir a grande área, chutando para fora, e Pedro Felipe encobriu o goleiro, mas a bola carimbou o travessão.

Depois do jogo Luiz Carlos Martins parabenizou o grupo e disse que falta muito campeonato pela frente. "Sabíamos que o Nacional tem um time experiente, que tem um meio campo de qualidade, principalmente nos pés do André Rocha, mas conseguimos anular o adversário. Tivemos um primeiro tempo abaixo, mas na volta do intervalo o time melhorou, jogou e saímos com a vitória", disse o "Mister".

O Noroeste volta a campo na próxima semana, no domingo, dia 1.º de março, às 16h, novamente em Bauru, desta vez contra o Velo Clube, que também briga pela G4. Já o Nacional joga no sábado, dia 29, às 15 horas, contra o Grêmio Osasco, no Nicolau Alayon, em São Paulo.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Colabore

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações