sexta-feira, 1 de novembro de 2019

Vicente Feola - O homem que mais treinou o São Paulo

Por Lucas Paes
Foto: Revista Placar

Feola foi o treinador que mais comandou o São Paulo na história

Vicente Feola é conhecido como o treinador responsável pelo primeiro título mundial da história da Seleção Brasileira, em 1958. O histórico comandante, que faria 110 anos neste dia primeiro de novembro, além disso, foi responsável direto por vencer a "briga" com Havelange e levar o garoto Pelé para aquela Copa do Mundo. Mas, além da óbvia ligação com a Seleção Brasileira, o filho de imigrantes italianos tinha uma ligação ainda mais forte com um clube paulistano: o São Paulo.

Feola passou pelo tricolor (ainda como São Paulo da Floresta) como jogador, antes de passar a ser treinador. Seu primeiro clube na função foi a Briosa, mas chegou para comandar o seu tricolor pela primeira vez em em 1937, ficando apenas um ano no clube. Sua última passagem pelo clube seria já quase na década de 1960, quando treinou o clube entre 1959 e 1960. Porém, faria realmente história no clube na década de 1940.

Foram dois anos em sua passagem mais duradoura pelo SPFC, entre 1947 e 1950. Conseguindo convencer o diamante negro, Leônidas da Silva, a ficar no clube e não se aposentar, Feola comandou um timaço, que tinha nomes como Mauro Ramos, Bauer, Rui, Noronha, Remo, Teixeirinha, Friaça e, é claro, ele, o craque Leônidas da Silva à um bicampeonato estadual, numa época onde o campeonato era disputado por pontos corridos. 

Primeiro, em 1948, uma disputa eletrizante contra o Santos, que chegou à deixar uma diferença de apenas um ponto nas últimas rodadas entre as duas equipes, quando uma vitória do Santos contra o Comercial, de São Paulo somada à um empate tricolor no Choque Rei deixou tudo aberto até a rodada final, onde a disputa ainda chegou em aberto. Porém, o Tricolor do Morumbi venceu o lanterna Nacional e conquistou a taça.


Já no ano seguinte, o Tricolor não deu chances para ninguém e fez uma campanha absurdamente fantástica. Foram 36 pontos, oito a mais que o Palmeiras, com 16 vitórias, quatro empates e duas derrotas. Além disso, Friaça acabou artilheiro da competição com 24 gols marcados. Foi o último título de Leônidas da Silva como jogador de futebol, sendo que o habilidoso atacante já tinha 36 anos, uma idade bem avançada para jogadores da época. Leônidas, aliás, sucedeu Feola durante algum tempo em 1950.

Esses dois títulos acabaram sendo os únicos de Vicente Feola na "casamata" do Tricolor Paulista. No total, Feola esteve à frente do São Paulo por 532 vezes. Nisso, foram 299 vitórias, 106 empates e 127 derrotas. Além de ter mais jogos, também é o comandante que teve mais vitórias a frente da equipe são-paulina. Mesmo após encerrar a carreira como treinador, Feola seguiu presente no dia a dia tricolor, seja em funções dentro do clube ou apenas passando para ver os jogadores. Seu falecimento, em 1975, causou grande comoção tanto em torcedores quanto em jogadores, de um homem que estará eternamente ligado ao São Paulo.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações