quarta-feira, 23 de outubro de 2019

Djalma Santos e a Seleção da Fifa em 1963

Por Lucas Paes
Foto: arquivo Fifa

Djalma Santos foi o primeiro brasileiro à jogar por uma Seleção do Mundo


Idealizada ainda nos anos 1930, a Seleção do Resto do Mundo da FIFA é um time criado pela instituição máxima do futebol mundial para fazer jogos amistosos, principalmente nos últimos tempos em aspectos filantrópicos, mas inicialmente em jogos comemorativos. Apesar da idealização antiga, a ideia só entrou de fato em execução no ano de 1963, no dia 23 de outubro, quando um amistoso entre Inglaterra e Seleção do Resto do Mundo foi realizado no lendário Wembley para comemorar os 100 anos da criação das regras do futebol.

Naquele ano, o adversário da "Seleção do Mundo" foi a Inglaterra. Os ingleses, na época ainda buscando um primeiro titulo mundial, começavam a montar o esqueleto base do time que ganharia o Mundo jogando em casa em 1966. Diversos times tinham representantes naquela seleção, numa época em que a Liga Inglesa não tinha nenhum super time, mas tinha bons jogadores.

Djalma Santos era um dos jogadores mais leais que já houve na posição de lateral direito, morrendo sem conhecer uma expulsão em sua carreira. Acabou por ser o único brasileiro convocado pelo chileno Fernando Riera, fato que causou estranheza, pois o Brasil era o atual bi-campeão mundial. Pelé, por exemplo, não foi por lesão. O outro sul-americano do time era o chileno Eyzaguirre, da mesma posição de Djalma Santos. Di Stefano estava no time, mas já era naturalizado espanhol.

Entre os principais destaques da Seleção do Resto do Mundo tinhamos Yashin, da União Soviética, Masopust, da Tchecoslováquia, Kopa, da França, Eusébio e Gento. No banco, estava um tal de Puskas. Do lado inglês, o craque Bobby Charlton, Bobby Moore, Jimmy Greaves e, é claro, o paredão Gorgon Banks. Boa parte do time era a base do que seria campeão mundial três anos depois. Alf Ramsey era o comandante dos ingleses.


A Inglaterra entrou com seu tradicional uniforme com camisas brancas, calções azuis e meias brancas, enquanto o time do Resto do Mundo veio de camisa azul, calção branco e meias azuis, uniforme pelo qual ficaria conhecido. O jogo em sí foi bastante equilibrado, com chances para os dois lados. Porém, poucas de fato perigosas. Enquanto a Inglaterra, vendo Charlton ser bem marcado por Djalma Santos, não conseguia oferecer muitos problemas a Yashin, o time mundial também pouco fazia, apesar de conseguir obrigar Banks à fazer boa defesa. Foi Greaves quem criou a primeira boa chance inglesa, em chance defendida por Yashin. Djalma Santos se destacava com a marcação pelo seu lado.

Por sinal, as poucas chances que a Inglaterra conseguiu criar pararam em Banks, enquanto o time do resto do mundo teve, além da boa defesa de Banks, um gol incrivel perdido por Dennis Law, praticamente embaixo da meta, chutando para muito longe um cruzamento. A primeira etapa terminou sem gols e com o fim dela terminou a participação de Djalma Santos, substituido justamente por Eyzaguirre. O brasileiro fez bom jogo na primeira etapa, sendo responsável principal pela participação praticamente nula de Bobby Charlton no duelo. 

Na etapa final, com quatro mudanças em cada time, a Inglaterra poderia ter pulado na frente em linda jogada de Greaves, que, meio a là Messi, driblou três, sofrendo uma falta no meio do lance, o goleiro e fez o gol. Porém, o juiz já havia marcado a falta, anulando o gol. Depois, foi a vez de Di Stefano quase abrir o placar em uma pancada defendida a queima roupa por Banks. Aos 21', a Inglaterra finalmente pulou na frente, com Paine, após bola disputada por Greaves.

Melhores momentos do duelo

Depois dos ingleses desperdiçarem algumas chances, o empate veio com Law, em rebote da defesa. Após tanto insistir, os donos da casa só conseguiram o segundo aos 42' do segundo tempo, em rebote do goleiro Soskic, que substituiu Yashin, e chute de Greaves para as redes. O placar terminou em 2 a 1 para a Inglaterra contra a Seleção do Mundo. Seria o primeiro de diversos da Seleção do Resto do Mundo, que diminuiu muito o número de partidas em tempos mais recentes.

Djalma Santos foi o primeiro brasileiro à jogar nessa equipe. O país só voltaria a ter outro jogador na Seleção do Resto do Mundo em 1979. Antes, dos três jogos que a equipe fez, dois foram justamente contra a Seleção Brasileira. Ficou a marca na história para um lateral que terminou a carreira e deixou o legado de ser um dos jogadores mais leais da posição.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações