quinta-feira, 31 de outubro de 2019

Carlão relembra campanha do último título do Paulista

Por Ruben Fontes Neto/FPF
Foto: Acervo Pessoal

Com gol de Carlão, o Galo conquistou o título da Copa Paulista de 2011

A decisão do Campeonato Paulista Sub-23 entre Paulista e Marília acontece no próximo sábado (2 de novembro), às 16h, em Jundiaí. O vencedor voltará a levantar uma taça, algo que o time da casa fez pela última vez em 2011. A conquista valeu um feito histórico e contou com um protagonista improvável: o atacante Carlão. Foi dele, que iniciou a partida apenas porque o titular estava suspenso, o gol do título da Copa Paulista.

Campeão no ano anterior com Fernando Diniz, o Paulista voltou ao torneio em 2011 comandado por Wagner Lopes, que como jogador disputou a Copa de 1998 pelo Japão. O elenco, modificado, teve dificuldades no início, mas aos poucos foi se encaixando. “Um time que é campeão, consequentemente jogadores que se destacam acabam saindo. Mas os remanescentes, junto com os jogadores que chegaram, criamos quase que a mesma fórmula: uma mescla de experiência e juventude, onde já sabíamos que poderíamos repetir o feito do ano anterior”, lembrou Carlão.

Assim como em 2010, o início não foi tão bom. Porém, a partir do segundo turno da primeira fase, a equipe embalou e conseguiu fechar a primeira etapa com sete vitórias, seis empates e três derrotas.

Na segunda fase, o Paulista teve pela frente Ferroviária, Noroeste e Ituano. Os quatro clubes tradicionais fizeram uma disputa bastante equilibrada. Na rodada final, o Ituano chegou na liderança com nove pontos, contra sete da Ferroviária e seis do Paulista. Surpreendentemente, o time grená venceu em Itu e foi a 10 pontos – o Ituano tinha o melhor aproveitamento do torneio –, enquanto os jundiaienses aproveitaram o fato de enfrentar o já eliminado Noroeste e golearam por 4 a 0. No fim, a vitória fez a diferença, pois o Paulista se classificou graças ao saldo de gols (4 a 2) maior que do Ituano.

“Fizemos toda uma preparação antes da partida, com todas as hipóteses que poderiam acontecer. Durante a partida, recebemos a informação dos outros resultados e estávamos cientes do que era preciso fazer para a nossa classificação”, diz o atacante.

No mata-mata, o primeiro desafio foi o Audax. O time de Jundiaí empatou em São Paulo e goleou por 4 a 0 em casa, avançando para a semifinal. Diante do Velo Clube, o Paulista foi arrasador na ida, vencendo novamente por 4 a 0 diante de sua torcida e levando boa vantagem para Rio Claro, onde empatou por 1 a 1.

A final foi disputada contra o Comercial. Por ter melhor campanha, o time de Ribeirão Preto jogava por dois empates e decidia em casa. Precisando de um bom resultado na ida, o Paulista marcou 2 a 0 com gols de Alan Mineiro e Reinaldo (atualmente no São Paulo). Naquela partida, o atacante Raphael Macena foi expulso, dando a possibilidade de Carlão atuar no jogo decisivo em Ribeirão Preto, sua cidade natal. “Automaticamente quando ele foi expulso eu sabia que jogaria a final, por ser da mesma posição, mas a confirmação veio só na véspera da partida. Foi um sentimento de felicidade, pois minha família estaria presente”, falou o jogador.

No Santa Cruz - o Palma Travassos passava por reformas -, Carlão abriu o placar aos 20 minutos do segundo tempo. A vantagem do Paulista era ampliada e o atacante soube na hora a importância do gol. “Passou um filme na minha cabeça de tudo que aconteceu comigo no campeonato. Não jogava, as vezes nem era relacionado e de repente estava ali fazendo o gol do título. Vai estar para sempre em minha memória”, relembra. Aquele foi o único gol de Carlão na campanha.

Henan, aos 28 e aos 35, virou para o Comercial, que pressionou nos minutos finais, mas não conseguiu tirar o bicampeonato dos jundiaienses - feito esse nunca mais alcançado por nenhum clube ate hoje.

Na torcida - Revelado nas categorias de base do Paulista, Carlão está tendo sua primeira experiência internacional, no Al Jabalain, da Arábia Saudita. Em 2019, ele jogou o Paulistão Sicredi pelo Mirassol e depois foi para o Novorizontino para a disputa da Série D. O atacante de 27 anos ainda acumula passagens por Atlético Sorocaba, CRB-AL, Botafogo de Ribeirão Preto, Paraná, Capivariano, São Caetano e Sampaio Corrêa.

Mesmo distante, Carlão disse que estará na torcida pelo clube de Jundiaí conquistar o título e voltar a ser destaque no futebol paulista. “Torço para que o time volte ao seu passado de glórias, que volte a ser aquele time vencedor que disputava grandes competições. E claro, que seja campeão no fim de semana”, finalizou.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações