sábado, 28 de setembro de 2019

2º turno do Brasileirão tem início com verdadeira "dança das cadeiras"

Por Lula Terras

Oswaldo de Oliveira, Zé Ricardo, Cuca e Rogério Ceni saíram de seus clubes no meio da semana

A troca de treinadores, mesmo durante as principais competições, é uma prática comum no futebol brasileiro, geralmente sob o pretexto de almejar maiores ambições no restante da temporada. No início da semana passada, que coincidiu com o início do 2º Turno da Série A, as trocas aconteceram, só que de uma forma bem peculiar envolvendo quatro grandes equipes, que promoveram uma verdadeira dança das cadeiras, no curto período de 24 horas. 

Sem seguir uma ordem cronológica, por questões óbvias, ocorreram as seguintes mudanças. 

No São Paulo, Cuca se demitiu, depois de cinco meses, no comando do time, e foi substituído por Fernando Diniz, demitido pelo Fluminense, que por sua vez, fez uma proposta ao treinador Cuca, mas, sem um acerto, por enquanto. O Tricolor demitiu Oswaldo de Oliveira, que no empate contra o Santos, no Maracanã, bateu boca com Paulo Henrique Ganso.

No Fortaleza, Zé Ricardo que havia sido contratado para substituir Rogério, não aguentou mais do que oito jogos à frente da equipe, com uma campanha sofrível, com uma vitória, quatro derrotas e dois empates. Para seu lugar, Rogério Ceni está de volta, para retomar o bom trabalho que vinha fazendo, na agremiação cearense, onde foi campeão da Série B, em 2018, campeão cearense e da Copa do Nordeste, em 2019. 

E, por fim o Cruzeiro, onde a movimentação foi maior, com a demissão de Mano Menezes, em agosto passado, depois de três anos comandando o time e conquistou duas Copas do Brasil e o Bicampeonato Mineiro, em 2018 e 2019. Essas conquistas não foram levadas em conta, depois da derrota, por 1 a 0, em casa, para o Internacional Gaúcho, pela Semifinal da Copa do Brasil 2019. Ele acabou contratado pelo Palmeiras, para substituir Felipão, que ainda não fechou com nenhum clube. Mano foi trocado, no Cruzeiro, por Rogério Ceni que ficou no comando, apenas oito jogos, quando foi demitido, dando lugar a Abel Braga, que foi contratado no dia seguinte, pelo clube mineiro. 

Pronto, depois da tentativa de explicar esse emaranhado de informações, promovidas pelas equipes brasileiras só nos resta torcer, que outras não venham a acontecer, ao menos até o final da atual temporada, prevista para o mês de dezembro, quando todos entram em férias e começam os preparativos para a próxima temporada. Também fica uma grande torcida para que nossos dirigentes passem a trabalhar com mais profissionalismo e ética, e parem com essa triste tradição de jogar nas costas dos treinadores a responsabilidade dos fracassos de seus times.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações