domingo, 25 de agosto de 2019

São Paulo empata com o Cruzeiro e conquista o Brasileiro Feminino A2

Foto: Cristiane Mattos/saopaulofc.net

Comemoração no gol de empate Tricolor na partida que deu o título ao São Paulo

Menos de um ano depois de anunciar o retorno do projeto do futebol feminino no São Paulo, o torcedor já pode soltar o grito de campeão. Na tarde deste domingo (25), jogando no Estádio das Alterosas, no Sesc Venda Nova, as são-paulinas empataram em 1 a 1 com o Cruzeiro, e sagraram-se campeãs Brasileiras da Série A2.

O Tricolor começou a partida com uma boa vantagem no placar. Nos primeiros 90 minutos, que aconteceram no Pacaembu, com mando de campo do São Paulo, o Tricolor abriu o marcador com Bruna e ampliou com Yaya, ainda no primeiro tempo. No segundo, Valéria e Cris deram números finais a partida, 4 a 0, que deixaram o time paulista com a possibilidade de perder por até três gols de diferença em Minas Gerais.

Mesmo com o placar elástico, o Tricolor foi a campo com força máxima para tentar mais uma vitória na competição. Contando com o retorno de Ary e Natane, que estavam suspensas pelo terceiro cartão amarelo, o técnico Lucas Piccinato escalou o São Paulo com Carla, Andressa, Bruna, Thaís, Natane, Cris, Yaya, Ary, Jaqueline, Ottilia e Valéria. O Cruzeiro veio modificado e com o apoio do torcedor, que cantou durante toda a partida.

Surgiam chances dos dois lados, nos primeiros minutos, o Tricolor chegou bem por duas vezes, depois foi a vez do time da casa se apresentar melhor e a defesa são-paulina mostrar serviço. Aos 32 minutos, o Cruzeiro teve um pênalti ao seu favor. Na primeira batida, Carla pegou, mas a árbitra, erroneamente, mandou voltar alegando que a camisa 12 havia se adiantado. Na segunda chance, Duda converteu. Na sequência, Ottilia aproveitou o lançamento e quase igualou, mas a goleira buscou na ponta da luva.

O São Paulo ficou mais acuado, e o Cruzeiro chegou a acertar a trave, mas o primeiro tempo se manteve 1 a 0. Lucas Piccinato não fez substituições no time no intervalo, mas as jogadoras se fecharam no vestiário e conversaram sobre mudança de postura, que foi nítido nos primeiros minutos da segunda etapa.

Logo aos 7 minutos, Ary cobrou escanteio na cabeça de Ottilia, que deixou tudo igual em Venda Nova. Aos 12 minutos, Larissa Santos entrou na vaga de Jaqueline. Rayane e Pitti também foram para o jogo, nas vagas de Cris e Ottilia, mas o resultado não mudou mais.

As são-paulinas só terão o restante deste domingo para comemorar e já pegar estrada de volta para a capital paulista. Na próxima quarta-feira, dia 28, às 16h, no Pacaembu, o Tricolor enfrenta o Santos, em importante duelo pela segunda fase do Campeonato Paulista, voltando assim rapidamente aos treinos e com foco total no Estadual.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Instagram

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações