terça-feira, 2 de julho de 2019

Brasil faz 2 a 0 na Argentina e está na final da Copa América

Por Lucas Paes

A Argentina lutou bastante, mas não suportou a qualidade brasileira (Foto: Divulgação/AFA)

Não foi uma grande partida, mas foi o suficiente. O Brasil venceu a Argentina por 2 a 0 no Mineirão, na noite desta terça-feira, dia 2 de Julho e está na final da Copa América. Em um partidaço de Gabriel Jesus e de Daniel Alves, o Brasil até sofreu com a pressão argentina, que jogou melhor durante boa parte do jogo e lutou muito, mas a Seleção Canarinho foi cirúrgica para vencer em dois ataques muito bem construídos. Agora, o Brasil aguarda seu adversário na final, num Maracanã que desde já promete pulsar em verde e amarelo.

A Argentina vinha de classificação até fácil pra cima da Venezuela, com vitória por 2 a 0, gols de Lautaro Martinez e Lo Celso. O Brasil trucidou, mas parou na defesa paraguaia e na imponente partida de Gatito Fernandez, passando apenas nos pênaltis graças a defesa que veio cedo nos pênaltis. O duelo era muito aguardado por se tratar do maior clássico sul-americano e talvez mundial de seleções.

O clima no Mineirão era de "Libertadores" desde o início, com a torcida brasileira fazendo pressão ainda não vista na Copa América. O Brasil começou apertando a marcação em cima da Albiceleste e chegou com Firmino, em lande onde ele obrigou Armani a fazer boa defesa, mas a jogada foi anulada por impedimento. O duelo começou pegado, com muitas faltas e Tagliafico levou um amarelo já nos primeiros minutos. Aos 11 minutos, a Argentina deu seu primeiro chute, com uma pancada de Paredes que passou zunindo sobre o ângulo brasuca.

O mesmo Paredes protagonizou a primeira encarada do duelo, com Paredes encarando Coutinho após falta que Messi sofreu. Mas, a superioridade do Brasil se mostrou logo aos 18', quando Daniel Alves roubou a bola, chapelou o defensor albiceleste e lançou Firmino, que achou Gabriel Jesus sozinho para abrir o marcador no Mineirão. Pouco depois, Gabriel Jesus acabou desperdiçando um contra-ataque brasileiro. A Argentina tentou adiantar seu time, mas falhava nas limitações que tinha em seu time, com erros bobos. A melhor chance dos Albicelestes veio aos 29', quando Messi cobrou falta na cabeça de Aguero, que cabeceou no travessão e a bola ficou quicando esperando alguém para colocar ela nas redes, porém, a zaga brasuca afastou.

Messi fez uma grande partida no Mineirão
(Foto: Juano Tesone/Clarin)

Os argentinos aos poucos começavam a gostar do jogo. Aos 36', Messi fez linda jogada e lançou Aguero, que foi muito bem travado por Marquinhos na hora que finalizou. Na sequência, em sobra após cobrança de falta, Messi tentou chutar de longe, mas bateu muito mal na bola. Enquanto isso, o jogo seguia quente e Daniel Alves e Acuña se envolveram num entrevero e também tomaram amarelo. Aos 42', o Brasil finalmente chegou, quando Arthur pegou a sobra de um escanteio e bateu pro gol, mas a bola foi fácil para Armani. A etapa inicial terminou com a vantagem minima brasileira.

O Brasil voltou para a etapa final com Willian no lugar de Everton Cebolinha. Quem chegou primeiro,porém, foi a Albiceleste. Aos 4', Messi lançou pelo alto para Lautaru Martinez, que chutou nas mãos de Alisson. Pouco depois, em bola espirrada, Messi ajeitou e De Paul mandou por cima do gol. A pressão era total da Argentina. Apesar das dificuldades, a Seleção Canarinho chegou aos 10', quando Daniel Alves combinou com Jesus e ele girou para Coutinho, que acabou atrapalhado na hora do chute. Porém, quem era melhor no jogo era nitidamente o time argentino. Pouco depois, a bola sobrou para Messi após jogada dos albicelestes e o camisa 10 soltou um torpedo que explodiu na trave, na volta, a bola cruzada da lateral atravessou toda a área brasileira.

A pressão argentina era total. Aos 20', veio uma chance que deixou o Mineirão com medo. Falta perigosa, Messi contra Alisson, mas dessa vez o goleiro brasileiro fez grande defesa, encaixando uma bola que viajava em direção ao ângulo após antecipar a batida de Messi. No segundo tempo, quem voltou sem conseguir encaixar o jogo foi o Brasil. O futebol, porém, é um jogo extremamente traiçoeiro, arisco e maldoso. Os Canarinhos encaixaram um contra ataque com Gabriel Jesus, que fez linda jogada, cortou o zagueiro e deu o gol para Roberto Firmino praticamente definir o jogo.

 Gabriel Jesus foi o nome do jogo (Foto: Reuters)

Desnorteada, a Argentina chegou a perder a cabeça durante alguns instantes antes de voltar a jogar. Aos 32', Messi teve outra falta a seu favor, que deixou o Gigante da Pampulha em silêncio novamente, mas a cobrança de Leo bateu na barreira. Na sobra, Di Maria chutou uma bola que praticamente foi na bandeira de escanteio. Os Albicelestes praticamente ficaram com um a mais nos minutos finais, quando Willian sentiu e o Brasil não tinha mais alterações à fazer. A medida que o tempo passava, o desespero argentino ia aumentando. A Seleção Brasileira, porém, passou a tentar ter mais a bola nos minutos finais, enquanto o Mineirão explodia em gritos de "olé" e de "eliminado". Sem conseguir reagir, a Argentina passou até perto de levar o terceiro, mas o placar estava de bom tamanho para garantir a vaga brasileira na final.

Agora, o Brasil aguarda Chile ou Peru na final, que será realizada no domingo, às 17 horas, no Maracanã. As duas outras equipes decidem a outra semifinal nesta quarta, também as 21h30, na Arena do Grêmio, em Porto Alegre. No sábado, às 16 horas, a Argentina disputa a decisão do terceiro lugar contra o perdedor dessa semifinal.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações