terça-feira, 18 de junho de 2019

Com VAR sendo destaque, Brasil fica no 0 a 0 com a Venezuela

Foto: Lucas Figueiredo/CBF

Arthur tentando passar pela marcação venezuelana

A Seleção Brasileira entrou em campo nesta quinta-feira, dia 18, para o segundo compromisso na Copa América. Após dominar praticamente do início ao fim, o Brasil acabou empatando por 0 a 0 com a Venezuela, na Arena Fonte Nova, em Salvador, pela segunda rodada do Grupo A. O VAR foi acionado em duas vezes que o time canarinho balançou as redes e anulou ambos os lances por impedimento corretamente.

Na rodada anterior, brindo a Copa América no Morumbi, em São Paulo, na última sexta-feira, dia 14, o Brasil venceu a Bolívia por 3 a 0, com todos os gols saindo no segundo tempo. Já a Venezuela estreou no sábado, dia 15, quando empatou com o Peru, em 0 a 0, em partida realizada na Arena do Grêmio, em Porto Alegre.

O Brasil tomou conta do primeiro tempo na Arena Fonte Nova. Durante boa parte, chegou a ter 82% de posse de bola sobre os venezuelanos. O zero no placar não refletiu de fato a realidade em campo. A primeira chance de abrir o placar foi aos 15 minutos: Arthur acionou David Neres na esquerda. O camisa sete chegou batendo cruzado e tirou tinta da trave de Fariñez. No minuto seguinte foi a vez de Richarlison aparecer pela direita, invadir a área e chutar cruzado para defesa de Fariñez.

O único momento de perigo do adversário na etapa inicial foi aos 18 minutos, quando Rondón ganhou de Marquinhos no alto e cabeceou rente à trave direita de Alisson. Quase no fim, aos 37, Firmino chegou a balançar as redes, mas o árbitro Julio Bascuñan marcou a falta do atacante brasileiro no lance.

Antes do início do segundo tempo, o técnico Tite promoveu a primeira substituição: colocou Gabriel Jesus no lugar de Richarlison. E o camisa nove por pouco não alterou o placar aos 15 minutos. Começando em ritmo forte, ele até estufou as redes, mas, após auxílio do VAR e revisão no monitor, Julio Bascuñan anulou o gol de Jesus, alegando posição irregular de Firmino, autor do passe.

Mais cedo, aos 13 minutos, Tite já havia feito outra alteração, ao trocar Casemiro por Fernandinho. Logo depois, o treinador realizou sua última mudança: tirou David Neres para a entrada de Everton. Mas foi novamente com Gabriel Jesus que a Seleção quase tirou o zero do placar. Na marca dos 30 minutos, Everton cruzou rasteiro pela direita, Jesus apareceu para finalizar, mas acabou caindo.

Já nos minutos finais, a Canarinho teve mais um gol anulado com o auxílio do árbitro de vídeo. Com 43 minutos, Everton fez bela jogada individual pela esquerda, deixou dois marcadores para trás, foi à linha de fundo e cruzou para o meio. Coutinho apareceu e mandou para o gol. Porém, a arbitragem entendeu que Firmino, que desviou a bola antes dela entrar, estava em posição de impedimento e anulou outro gol brasileiro. No último lance, Coutinho cobrou escanteio e Fernandinho foi lá no alto e cabeceou forte. Mas a bola foi rente à trave direita de Fariñez

A última rodada do Grupo A será realizada no sábado, dia 22, às 16 horas. O Brasil, com quatro pontos, encara o Peru, com a mesma pontuação, na Arena Corinthians, em São Paulo. Já a Venezuela, que fez o segundo ponto, terá pela frente a Bolívia, que ainda está zerada, no Mineirão, em Belo Horizonte.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Instagram

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações