segunda-feira, 13 de maio de 2019

Caso Sidão - Mais uma vez a mídia brasileira se demonstra insensível

Por Lula Terras

Situação em que colocaram o goleiro Sidão, do Vasco, foi muito desagradável
(foto: Ivan Storti/Santos FC)

Mais uma vez a imprensa brasileira, no caso a Rede Globo de Televisão, nos dá mostra de como não deve ser feito o jornalismo. A pisada na bola durante o jogo entre Santos 3 a 0 Vasco da Gama, válido pelo Campeonato Brasileiro de Futebol, da Série A, O que se esperar de uma cobertura de um jogo de futebol, onde os temas comuns são: resultado do jogo, tabela de classificação e destaques individuais, como artilharia e gols bonitos,nenhum desses temas superou o desserviço prestado pela emissora, com a entrega do prêmio de melhor em campo ao goleiro Sidão, do Vasco da Gama. 

O resultado, por si só foi triste para o goleiro, como para seus companheiros de time, que foi amplamente dominado em campo. Segundo alguns analistas o resultado foi pouco, diante das inúmeras oportunidades de gol perdidas pelos santistas. Ao final do jogo, a cena em si, foi constrangedora para o atleta que viu na premiação como o melhor em campo, motivo de humilhação. 

Também, a repórter mostrou desconforto na entrevista ao atleta e na entrega do prêmio. Segundo ela, o resultado foi de 90% dos internautas que votaram na enquete. Tudo isto impulsionado pelas mídias sociais através do canal Desimpedidos, que adota o lema "zoeira sem limites". Mesmo constrangido, Sidão teve a humildade de reconhecer não estar num bom momento no futebol e se colocou como o responsável por um dos gols santistas. 

Felizmente a repercussão desta “premiação” foi negativa apenas para a emissora, e Sidão, como era de se esperar, recebeu a solidariedade de clubes, atletas e inúmeros internautas que, não perderam a oportunidade de atacar a Globo. Ferida em seu propósito a emissora não saiu do salto e postou mensagem reconhecendo o erro e pedindo desculpas ao atleta. Era o mínimo de se esperava deles. 

Eu, como jornalista, tenho uma posição formada a respeito deste episódio. Formado desde o início da década de 80, entendo que o papel do jornalismo é trabalhar em cima da informação e não criar fatos a despeito de ferir a integridade das pessoas, tudo para atingir o objetivo de sua autopromoção, prática muito comum desta emissora há muitos anos. Que sirva de exemplo.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações