sexta-feira, 5 de abril de 2019

Vai começar a Segunda Divisão Paulista de 2019


O Campeonato Paulista de Futebol - Segunda Divisão de 2019 será a 46ª edição da quarta divisão do futebol paulista. A competição, a ser organizada pela Federação Paulista de Futebol, será disputada por 41 equipes, entre 7 de abril e 3 de novembro. São duas vagas de acesso para a Série A3 que estarão em disputa. 

Na primeira fase, as 41 equipes serão divididas em cinco grupo com sete equipes e um com seis. Os quatro melhores de cada grupo avançam para a fase seguinte. Na segunda fase, os 24 clubes classificados onde serão divididos em seis grupos de quatro. Os dois primeiros de cada chave e mais os quatro melhores terceiros colocados avançam. Na terceira fase, os 16 clubes serão sorteados de acordo com o índice técnico para compor quatro grupos de quatro equipes. Somente os dois melhores de cada grupo avançam. Da quarta fase em diante, o torneio será eliminatório. 

A competição, como acontece desde 2017, é limitada a atletas nascidos a partir de 1996, portanto um torneio sub-23. Confira a tabela aqui e o regulamento aqui. Veja também os participantes da competição: 

Grupo 1 

América - O tradicional América quer que 2019 seja o ano da volta às glórias e, para isto, conta com o acesso nesta temporada. O Teixeirão passou por reparos e ficou pronto para a estreia. 

Andradina – O Andradina está enfrentando um problema com a Prefeitura da cidade, que não deixa a equipe treinar no estádio. Porém, o clube foi atrás de reforços, como o atacante Foguinho. 

Bandeirante – O Bandeirante é outro clube que já teve dias melhores no futebol paulista. Para a preparação, fez diversos jogos-treinos, como na vitória por 4 a 1 sobre o sub20 do Mirassol. 

Fernandópolis – Acostumado a dar trabalho na Segunda Divisão Paulista, o Fernandópolis pretende dar altos voos em 2019. O acesso é o objetivo do Fefecê. 

José Bonifácio – De escudo novo, o José Bonifácio fez um forte preparação, mesmo na Semana de estreia. O clube fez diversas parcerias com empresas da cidade para montar uma forte equipe. 

Osvaldo Cruz – Também com escudo novo, o Osvaldo Cruz foi buscar reforços em outros cantos do país para montar a sua equipe. Um deles foi o centroavante Bruno, ex-Goianésia. 

Tupã – O Tricolor mais querido da alta paulista entra na competição querendo fazer bonito. E para isto conta com o apoio do torcedor, que sempre faz pressão quando a equipe joga em casa. 

Grupo 2 

Catanduva – O Catanduva FC já passou por um grande obstáculo: conseguir voltar a campo depois da temporada de estreia. A equipe esperar fazer um papel melhor do que o de 2018. 

Catanduvense – Depois de chega à elite do futebol paulista, o Catanduvense entrou em queda livre e chegou à última divisão em 2018, quando não fez um bom campeonato. Espera-se um papel melhor. 

Francana – A Veterana fez um bom torneio no ano passado, faltando pouco para chegar à semifinal. O treinamento na semana da estreia tem sido focado no aprimoramento da finalização. 

Inter de Bebedouro – Depois de perder o acesso para o Primavera, a Inter de Bebedouro quer esse ano subir para a A3. O clube promete um time forte, que vai brigar pelo título. 

Matonense – A Matonense teve um péssimo 2018 e acabou rebaixada na A3, voltando para a Segundona. A Águia só estreia na segunda rodada e apresentará a equipe neste sábado. 

Sãocarlense – A equipe de São Carlos, baseada no time de mesmo nome que teve sucesso nos anos 80 e 90, espera ter uma temporada melhor que a de 2018, quando estreou na Segundona. 

Taquaritinga – Mais uma equipe que se preparou para a Segundona de 2019 fazendo jogos-treinos, com destaque para a vitoria por 4 a 1 contra os reservas do Botafogo. 

Grupo 3 

Brasilis – A equipe de Águas de Lindoia, sob administração do ex-zagueiro Oscar Bernardi e família, sempre monta equipes fortes, baseadas em seus times da base. 

Independente – O time de Limeira entra na competição em busca de chegar ao acesso. O clube contratou pesado e fez diversos jogos-treinos na preparação para a competição. 

Itapirense – Comandado por Luís Müller, vice-campeão da Segundona em 2015, pelo Atibaia, a Itapirense fez quatro amistosos na preparação, vencendo três e empatando um. 

Jaguariúna – O Jaguariúna terá uma novidade no banco de reservas. A equipe será comandada por Caio Couto, que comandou o Santos campeão brasileiro feminino de 2017. 

Rio Branco – A tradicional equipe de Americana, que já teve belos momentos na elite, agora terá que medir forças na Segundona. O objetivo é buscar o acesso para a A3. 

União Barbarense – Assim como o seu rival histórico, Rio Branco, o time de Santa Bárbara, que já foi campeão Brasileiro da Série C, está na última divisão do estado. Equipe quer o acesso. 

XV de Jaú – O XV de Jaú fez uma nova parceria, que contratou o experiente técnico China para buscar o tão sonhado acesso. O Galo conta com o apoio de sua apaixonada torcida. 

Grupo 4 

Assisense – O time mais novo da cidade, o Assisense quer voltar a chegar às fases finais da competição, algo que não acontece desde 2015. 

Elosport – Sob o comando de Luiz Vilela, que vai completar 14 anos no Elosport, a equipe quer um resultado melhor do que em 2018, quando deixou escapar a classificação nas rodadas finais. 

Itararé – Desde que voltou ao futebol profissional, a Caçula vem conseguindo, ao menos, avançar da primeira fase. Mas neste ano, o time da divisa com o Paraná quer o acesso. 

Marília – Mais um tradicional na Segundona, o Marília quer o acesso. Para isto, buscou o técnico Ricardo Costa, campeão em 2016, vice em 2017 e semifinalista no ano passado. 

Santacruzense – A Santacruzense entra na competição pensando em fazer um torneio melhor do que o do ano passado, quando deixou a classificação na primeira fase escapar nos últimos jogos. 

VOCEM – O VOCEM entra na competição querendo voos altos. A equipe vem com alguns talentos do time Sub-20 mais algumas contratações pontuais. 

Grupo 5 

Amparo – O Amparo entra na Segunda Divisão Paulista querendo fazer um bom papel. O time fez alguns amistosos e espera fazer uma bela competição. 

Atlético Mogi – O time azul de Mogi das Cruzes vem de campanhas fracas nas temporadas anteriores. Apesar de querer mudar este quadro, não há muitas mudanças no clube. 

Joseense – O Tigre foi um dos últimos times a inicar a preparação para a competição, além de ter problemas de troca de treinador. Porém, o clube espera fazer um bom papel. 

Manthiqueira – Campeão de 2017, a equipe ficou apenas uma temporada na A3, voltando à segunda divisão. Nilmara Alves será novamente a treinadora da equipe. 

Paulista – Uma das camisas mais pesadas da Segundona, o Paulista é um dos favoritos ao acesso. Porém, precisa confirmar isto dentro de campo, ao contrário do que aconteceu em 2018. 

São José – A Águia do Vale deixou o acesso escapar no ano passado nos minutos finais da semifinal. A equipe espera nesta temporada, a terceira no torneio, alcançar o objetivo. 

União Mogi – Depois de chegar perto do acesso em 2017, o União Mogi fez uma campanha fraca no ano passado. Em 2019, o clube espera brigar pelo acesso. 

Grupo 6 

Barcelona – A equipe da capital não vem de bons torneios nos últimos anos. Mas a direção do clube espera que a história mude em 2019 e que a equipe brigue “nas cabeças”. 

Flamengo – O Corvo chegou até a terceira fase em 2018 e pinta como um dos favoritos na competição deste ano. A equipe contratou alguns destaques da Segundona da temporada passada. 

Mauaense – O Mauaense costuma fazer boas campanhas, mas não foi o que aconteceu em 2018. Este ano já começa mal: com estádio interditado, teve o jogo de estreia suspenso. 

Guarulhos – Depois de ter feito a melhor campanha na primeira fase do ano passado, o Guarulhos, aparentemente, vem com força menor nesta temporada. Porém, a equipe espera bons resultados. 

Jabaquara – O Leão da Caneleira manteve a comissão técnica do ano passado, mas mudou o elenco quase todo, pensando em buscar ao menos passar da primeira fase. 

Mauá FC – Com a mesma estrutura da temporada anterior, que foi o ano de estreia da equipe, o Mauá FC quer brigar “nas cabeças” e pensa grande em 2019. 

União Suzano – O último ano em que o União Suzano jogou foi em 2015. Com o estádio da cidade reformado, o USAC volta e espera fazer belo papel na segundona.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações