sexta-feira, 26 de abril de 2019

Vai começar o Brasileirão 2019

Por Lucas Paes


Está chegando a hora enfim. Neste fim de semana, todos os sonhos, aspirações e sentimentos voltam para o Brasileirão. O mais importante torneio do país começa a partir deste sábado e envolverá a disputa por um domínio do Palmeiras, a tentativa da volta a outro grande troféu pelo Cruzeiro, o Grêmio de Renato tentando a redenção, o surpreendente Santos de Sampaoli, entre outras diversas histórias, histórias das quais são feitas o futebol. 

Vinte times, trinta e oito rodadas, todos contra todos, turno e returno e quem pontuar mais é campeão. Simples, direto e reto. Assim acontecerá mais um ano do Campeonato Brasileiro de Futebol. E uma importante novidade: todos os jogos terão o VAR, o árbitro de vídeo!

Athletico Paranaense


Um dos possíveis candidatos à histórias desse brasileirão. O Furacão, que teve péssimos momentos em 2018, deslanchou com Tiago Nunes (foto), uma espécie de Pep Guardiola dos Pinhais. Na Libertadores, o Furacão tem dado show e inclusive fez do temido Boca Juniors um mero time desesperado contra seu jogo na Arena na Libertadores, onde vai muito bem obrigado. Foi também campeão paranaense. Ainda que o elenco não seja forte como times como Palmeiras e Cruzeiro, o nível de organização rubro-negro pode fazer muita diferença. Deve brigar por G6 e pode surpreender e até brigar pelo título. 

Atlético Mineiro


Se o Furacão vive momento iluminado, o outro Atlético do Brasileirão tem os seus piores dias. Vivendo uma crise generalizada, o Galo perdeu o Campeonato Mineiro para o maior rival, caiu de maneira vexatória na primeira fase da Libertadores e amarga uma instabilidade imensa, sem conseguir nem fechar com um treinador. Apesar de ter diversos jogadores renomados, como Elias, Victor, Cazares (foto) e Ricardo Oliveira, este último em vias de poder deixar o Galo, já que o Santos quer muito o artilheiro. Antes de pensar em voos mais altos, o Galo tem que arrumar a casa. Tem time para briga por Libertadores, mas o momento leva a crer que sofrerá bastante. 

Avaí 


Campeão catarinense numa polêmica decisão contra a Chape nos pênaltis, o Avaí tem a péssima fama de ser um “Iôiô”, vivendo caindo e subindo de divisão no Brasileirão. Possui em seu elenco medalhões como Betão (foto) e Douglas, o Doga, mas tem carências tão grandes quanto a história dos dois citados. Geninho terá bastante trabalho no Brasileirão, de nível muito mais elevado que os jogos que os catarinenses jogaram até aqui. A briga do Leão deve ser contra o descenso, de fato. 

Bahia 


Outro candidato a boa história desse campeonato, o Tricolor da Boa Terra tem bons nomes, como o goleiro Douglas, a revelação Ramires e o sempre perigoso Gilberto (foto), além de uma boa organização tática sob a batuta de Roger Machado. Porém, o Bahia decepcionou na Copa do Nordeste, antes de ganhar sem muitas dificuldades o estadual. De fato, o time mais popular do Nordeste tem tudo para não sofrer muito no campeonato, mas dificilmente alçará voos maiores do que uma Sul-Americana. 

Botafogo 


Poucas vezes o Fogão entrou em um Brasileirão num momento tão complicado. A Estrela Solitária teve uma de suas piores campanhas em Campeonatos Cariocas nos últimos tempos e mostra nitidamente fraquezas e carências, além de ter recentemente trocado de técnico. Conta com alguns bons nomes, como Diego Souza, Erik, Cícero e, é claro, o já ídolo Gatito Fernandez (foto). Eduardo Barroca, que fez renascer a base do Fogão, deve trazer alguns jovens de lá para tentar melhorar as possibilidades dos cariocas na competição. O Fato é que, antes da competição, tudo indica que a briga do Botafogo será para não voltar novamente à série B. 

CSA 


Campeão alagoano (foto) nos pênaltis, diante de seu eterno rival CRB, o CSA volta a primeira divisão claramente com pensamento de tentar permanecer. Marcelo Cabo tem a sua disposição nomes como Matheus Sávio, Madson, Pablo Armero e Apodi, porém o elenco parece estar abaixo do nível da maioria dos concorrentes. É muito difícil imaginar que os alagoanos consigam escapar de um possível descenso, só isso já seria uma das histórias mais incríveis do futebol brasileiro nos últimos anos. 

Ceará 


Outro que viveu uma crise as vésperas do Brasileirão, o Ceará demitiu recentemente o treinador Lisca Doido e trouxe Enderson Moreira. O elenco não conta exatamente com muitos nomes, mas tem a mesma base de últimos anos. Os destaques são caras como o ídolo Ricardinho, o atacante Roger, o atacante Leandro Carvalho e o meia/lateral Tiago Carleto (foto). O alvinegro cearense ainda busca reforços para fechar o elenco. Apesar das preocupações claras com o descenso, o Ceará pode até brigar por sul-americana. Mas a primeira atenção dos cearenses deve ser mesmo contra o Z4. 

Chapecoense 


O Verdão do Oeste ainda vive os reflexos da tragédia de Medellin em 2016. A Chape perdeu recentemente a final do Catarinense para o Avaí, na polêmica decisão por pênaltis onde o Verdão reclama inclusive que a bola entrou. Ney Franco (foto) tem em suas mãos um elenco relativamente limitado, que contará mais com a mística do que com qualquer outra coisa para tentar fugir do rebaixamento. Entre os nomes de destaque, temos Aylon, Alan Ruschel e Victor Andrade, ex-Menino da Vila. A briga do Verdão do Oeste é contra o descenso. Ainda mais agora fora da Copa do Brasil, após cair para o Corinthians. 

Corinthians 


Os comandados de Carille vem com a alegria do tricampeonato do Paulistão (foto), que fez com que o Timão chegasse a 30 conquistas estaduais, disparando no topo da tabela de maiores campeões de SP. Porém, a dificuldade do alvinegro em fazer gols nos últimos jogos preocupa seu torcedor, principalmente o fantasma da terrível atuação diante do Santos no Pacaembu. O Corinthians tem condição de brigar pelo G6 e chega com ânimo devido ao título estadual e a classificação na Copa do Brasil. 

Cruzeiro 


Chegamos ao primeiro dos maiores favoritos ao título brasileiro. O time celeste vem de dois títulos seguidos da Copa do Brasil, faz campanha absurdamente espetacular na Libertadores e foi campeão mineiro de forma invicta. A Raposa de Mano Menezes é um dos times mais fortes do país e conta em seu elenco com nomes como Thiago Neves, Rodriguinho, Dedé (foto), Fábio e um dos melhores camisas 9 do país, Fred, que tem um longo caso de amor com a bola na rede e reatou a relação nos últimos tempos. Receita para o sucesso nos pontos corridos, algo que o Cruzeiro é famoso por conseguir. 

Flamengo 


Outro dos favoritos ao título, o Mengão joga pouco para o elenco que tem. Abel Braga tem em suas mãos nomes como Gabigol (foto), artilheiro do último campeonato pelo Santos, Everton Ribeiro, Arrascaeta, Diego, Bruno Henrique, Rodrigo Caio, Diego Alves. Pouquíssimos times na América do Sul possuem um time titular de tamanho nível técnico. Além disso tudo, o rubro-negro foi campeão carioca com imensa facilidade diante do arquirrival Vasco. É um time para ficar de olho e deve brigar até o final pela taça. 

Fluminense 


Se o Fla está bem, o Flu chega mais ou menos como o Santos a esse campeonato. A equipe de Fernando Diniz tem no toque de bola o seu ponto forte e pode vencer jogos basicamente no conceito tático diante de um país onde o pensamento da tática está tão atrasado. O elenco tem o destaque do meia Paulo Henrique Ganso (foto) e do matador Pedro, que vive assédio de diversos clubes, inclusive do Brasil. Yoni González também é um bom nome. O Tricolor das Laranjeiras não deve sofrer muito, mas é difícil vislumbrar algo além do meio de tabela. 

Fortaleza 


Sob a batuta do “novato” Rogério Ceni (foto), o Tricolor do Ceará tem vivido dias de glória. O Mito foi campeão da Série B com campanha espetacular, ganhou o estadual recentemente em cima do maior rival e segue vivíssimo na Copa do Nordeste. Entre os grandes nomes do Leão estão o atacante Osvaldo, o ídolo Edinho, o defensor Quintero e o goleiro Marcelo Boeck. O protagonismo dos nordestinos acaba se dando mais na área técnica, devido ao futebol interessante praticado pelo tricolor. Apesar da briga inicial ser contra o descenso, é possível que o Fortaleza sonhe mais alto na Série A. 

Goiás 


Outro dos envolvidos na possível luta contra o descenso, o Esmeraldino fazia um grande ano até a derrota na final do estadual, que iniciou uma crise que causou a demissão de Maurici Barbieri, que fazia bom trabalho no Alviverde. Veio para seu lugar Claudinei Oliveira. No elenco do Goiás, se destacam nomes como Sidão, que não vive bom momento, Marlone (foto), Brenner, Marcelo Rangel, entre outros. O alviverde tenha talvez se enfiado em problemas desnecessários com a equivocada demissão de Barbieri, que vinha com bons números pelo clube. 

Grêmio 


Outro dos favoritos ao título brasileiro de 2019, o Tricolor Gaúcho vem há anos com a mesma base e conta com o espetacular trabalho da divindade gremista Renato Gaúcho para seguir em bons lençóis. Campeão Gaúcho de maneira invicta, com apenas um gol sofrido e em plena recuperação na Libertadores, onde já ameaça se classificar, o Imortal está mais vivo que nunca e chega no Brasileirão com status de promessa. Everton (foto) vem comendo a bola, Luan é um jogador decisivo, ainda que viva maus momentos recentes, Geromel e Kanneman forma a dupla praticamente invencível na defesa e nomes como Maicon, Michel, Marcelo Oliveira e Paulo Victor, já conhecidos da torcida, se juntam a reforços como Tardelli e aos meninos da base como Pepê, buscando manter o tricolor no topo. 

Internacional


Outro time forte, o Colorado só não vive momento melhor devido a perder a final do Gauchão para o Grêmio. Na Libertadores, o Time do Povo avança sem dificuldade. Odair Hellman tem nomes como D’Alessandro, Guerrero (foto), Nico Lopez, Sóbis, Dourado, Cuesta e outros que tornam o Internacional um dos favoritos a briga pela posição nas cabeças da tabela. A briga pelo troféu em si pode se complicar, já que em seu próprio estado, o arquirrival Grêmio vive momento melhor, mas sem dúvidas a luta colorada será na parte de cima, pela vaga na Libertadores pelo menos. Para lutar pelo título, porém, o time ainda precisa de mais reforços. 

Palmeiras


O melhor elenco do Brasil está no Verdão e isso é um fato incontestável. O Palestra Itália tem hoje o maior poderio financeiro do país e não mede esforços para ter grandes jogadores em seu plantel. Felipão conta com nomes de altíssimo calibre, que passam por Prass, Weverton e Jaílson no gol, Gomez, Thiago Santos, Edu Dracena para a defesa, um meio que tem jogadores do naipe de Felipe Melo, Lucas Lima, Zé Rafael, Raphael Veiga e Yohan e um ataque onde há alguns pontos fracos, mas que hoje conta com Ricardo Goulart (foto). O Alviverde Imponente é de fato imponente e tem boas chances de um bicampeonato. Mas algumas atuações abaixo do seu nível no estadual e na Libertadores preocupam. 

Santos


Se o Palmeiras é o elenco, o Santos é a novidade. Sampaoli (foto) chegou e transformou um time que se imaginava limitado numa equipe azeitada, que joga em cima da posse de bola e que fez recentemente o Corinthians jogar com a envergadura semelhante a de um time pequeno numa semifinal. Porém, o Peixe, como todo time em formação, tem falhas. Se o “Amor por El Balon” recuperou Jean Motta, trouxe um conceito tático que talvez não tenha semelhante no Brasil e fez do Santos um possível candidato a sonhos maiores, ainda falta um 9 para azeitar o motor santista e o time ainda tem fragilidades defensivas. Dá pra sonhar com Libertadores. 

São Paulo 


O Tricolor surpreendeu no Paulistão depois de uma primeira fase horrível e chegou a final, porém perdeu de maneira dolorosa para o Corinthians. Ainda que tenham vindo nomes graúdos, como Pablo, Pato e Hernanes, os são-paulinos parecem crescer na força de sua imparável base, que traz o alento de novos talentos ao Morumbi, como Igor Gomes e Antony. Cuca (foto) pode fazer o Tricolor ir longe, mas o time segue causando dúvidas na torcida, calejada depois de anos e anos de decepções vindas do Morumbi. 

Vasco 


A derrota na final do Estadual, somada a frustrante eliminação para o Santos colocam o Vasco em uma certa crise ao início do Brasileirão. O time recentemente demitiu Valentim e agora busca reunir os cacos para o torneio mais importante do ano. Entre os destaques do Cruzmaltino, que ainda busca um novo treinador, temos Maxi Lopez (foto), comandante da barca dentro de campo, Valdívia, Yago Pikachu e Leandro Castán. O elenco, porém, ainda possui carências nítidas que fazem com que a torcida fique preocupada e os anos recentes não são muito animadores para o Vasco.

Confira a tabela da competição aqui e o regulamento aqui.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Instagram

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações