sexta-feira, 19 de abril de 2019

Rivaldo no Carrossel Caipira do Mogi Mirim

Por Lucas Paes

Rivaldo se destacou no Carrossel Caipira do Mogi Mirim

Rivaldo, que está completando 47 anos neste 19 de abril de 2019, foi um dos mais geniais jogadores que o Brasil produziu nos anos 90. Foi destaque do futebol mundial durante a década de 1990 e o começo dos anos 2000. E boa parte de seu talento começou a desabrochar no interior paulista, quando fez parte de um dos times mais fortes que o estado de São Paulo já testemunhou, o lendário Carrossel Caipira do Mogi Mirim de 1992. De lá, Rivaldo voou para o mundo.

Depois de chegar do Santa Cruz para disputar a copinha, Rivaldo nunca mais voltou a Recife como jogador. Junto aos colegas Válber e Neto, reforçou o bom elenco do Sapo para a disputa estadual. Depois de ir mal em 1991, o Mogi Mirim queria fazer um bom campeonato em 1992 e para isso montou um time cheio de jovens e que seria comandado por Oswaldo Alvarez, o Vadão, na época ainda um iniciante. Com o estadual rolando no segundo semestre, o ano começou com a disputa da Copa 90 anos de futebol, onde o Sapo terminou campeão com apenas uma derrota. 

No segundo semestre, fez parte da campanha espetacular no grupo B do Paulistão, terminando na liderança. Acabou caindo no quadrangular semifinal, terminando em quarto lugar. Era apenas o primeiro de grandes feitos daquele time. Enquanto isso, Rivaldo encantava. Seja como meia ou como ponta, dividia com Valber o protagonismo da infernal linha de frente do Sapo. A movimentação constante, inspirada na Holanda de Michels, deixava os adversários malucos, chegando ao ponto de jogadores do XV de Piracicaba pediram para o Mogi Mirim diminuir o ritmo em um jogo do estadual. 

Gol do meio de campo diante do Norusca

Mas foi em 1993 que Rivaldo escreveu sua maior página pelo Sapo, que acabou gerando o destaque que o levou ao Corinthians, junto com Válber, Leto e Ademilson, e posteriormente a virar destaque do histórico Palmeiras de 1996. Já com bons números de gols pelo Mogi Mirim, Rivaldo jogava pelo clube diante do Noroeste, quando o Sapo levou um gol. Esperto, logo na saída de bola, Rivaldo surpreendeu o goleiro do Norusca e marcou um golaço, um dos mais bonitos de sua carreira. Naquele ano, o Paulistão foi jogado no primeiro semestre.

Acabou que ao fim do estadual, depois de 40 jogos e 27 gols pelo Mogi Mirim, Rivaldo foinegociado com o Corinthians por empréstimo, em história já contada aqui no site e que envolveu mais alguns destaques do alvirrubro de Mogi. A partir da passagem pelo Corinthians, o futuro camisa 10 do penta vestiu diversas camisas e fez história em diversos clubes. Uma história que começou no Mogi Mirim, clube onde depois ele chegou a ser presidente e ainda jogou novamente, já veterano. 
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Instagram

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações