quinta-feira, 4 de abril de 2019

O melhor pós-Pelé? Não!

Por André Simões Louro
Foto: Lucas Figueiredo/CBF

Neymar deve ser sim o melhor da geração, mas ainda falta para ser o maior "pós-Pelé"

Um cadinho de futebol...

Recentemente, parte da imprensa passou a discutir se Neymar teria sido o maior camisa 10 na era pós Pelé, uma discussão, inciada pela Revista Placar, nada interessante ou justa para mim e passo a explicar a seguir:

Em primeiro lugar, o nosso maior jogador da atualidade não é um camisa 10 como foi Pelé, Zico, Rvelino, Dener, Ademir da Guia ou Djalminha, Ronaldinho Gaúcho, Alex, Pita, Rivaldo, Mário Sérgio, enfim, nem ponta de lança, tampouco meia armador. Neymar é um grande atacante, um grande driblador e um ótimo goleador, mas a comparação do ponto de vista da posição de camisa 10 ,seja para a função do meia atacante que entra na área e faz muitos gols como Zico, seja para a função dos mestres da assistência como Rivelino,Djalminha e Alex, o camisa 10 do PSG não se enquadra.

Por outro lado, se a discussão for realmente em razão do número que o jogador carrega às costas, eu voto em todos os nomes mencionados acima, antes de chegar no craque do PSG e não é por demérito algum de Neymar, talvez por um saudosismo exagerado, mas quem viu esses e tantos outros craques em campo, numa época que cada time dos chamados grandes tinham, no mínimo, 2 ou 3 craques por equipe e isto pra não mencionar super times como Palmeiras Parmalat, Flamengo dos anos 80, São Paulo da segunda metade dos anos 80 e 90.

O fato é que, indiscutivelmente, Pelé foi o maior de todos e aí falo como jogador de futebol, sem restringir ao número da camisa e depois dele, tantos outros foram grandes como Careca, Renato Gaúcho, Mário Sérgio, Paulo César Caju, Tita, Sócrates, Djalminha, enfim, e alguns gigantes como Zico, Rivelino, Ronaldo Fenômeno, Ronaldinho Gaúcho, Romário, Reinaldo, isto sem contar aqueles que jogaram na época do Rei, como o Seo Pepe, Canhão da Vila, que é o maior artilheiro da história do Santos Futebol Clube, porque se fosse pra elencar craques dessa era de ouro passaria o dia inteiro e esqueceria um caminhão de nomes, até porque minha idade não me permitiu vê-los jogar, mas os vídeos e a história contada pra mim ainda vale muito e é por essa história riquíssima do futebol brasileiro que atualmente, os amantes do futebol bem jogado espalhados pelo mundo choram a pobreza do futebol jogado pela seleção do Tite e choram muito mais os 7 a 1 da Seleção de Felipão e antes ainda com o time do Dunga que jogava um futebol muito parecido com o dele.

Por fim, quero dizer que não tenho nada contra o futebol do Neymar, ao contrário, acho que joga demais, mas está muito distante de figurar na minha seleção de todos os tempos e muito mais distante de ser comparado aos gigantes do futebol brasileiro. Ele é grande, um grande jogador e certamente figurará como o maior jogador de sua era, só não sei se isso quer dizer tanta coisa assim.

Forte Abraço !
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Instagram

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações