terça-feira, 23 de abril de 2019

O Flamengo campeão do Torneio Rio-São Paulo de 1961

Com informações do site oficial do Flamengo
Foto: Arquivo Flamengo

O Flamengo que se recuperou de uma goleada sofrida e conquistou o Rio-São Paulo de 1961

Há exatos 58 anos, o Flamengo sagrava-se campeão do Torneio Rio-São Paulo, maior competição da época. E o título de 1961 não poderia ter maior expressão para o Rubro-negro, afinal foi o único conquistado pelo clube nos áureos tempos da competição. Capitaneado por Dida, um dos maiores ídolos da história do clube, e com o talento do violino Carlinhos, o time campeão ainda revelou um grande craque para o mundo: Gerson, o canhota de ouro, eleito pelos jornais da época grande jogador do torneio.

A conquista do primeiro e único Torneio Rio–São Paulo levantado pelo Flamengo em sua história. E numa campanha em que também sofreu goleada, essa em pleno Maracanã: 7 a 1 para o Santos, que tinha o histórico ataque formado por Dorval, Mengálvio, Coutinho, Pelé e Pepe, na terceira rodada. O Flamengo tinha: Ari, Joubert e Bolero; Jadir, Carlinhos e Jordan; Joel, Gérson, Henrique, Dida e Germano.

O Flamengo chegou apenas em terceiro lugar de seu grupo na primeira fase. Sob o comando de um dos maiores treinadores que o Brasil já viu, o paraguaio Fleitas Solich, o time rubro-negro foi crescendo de produção ao longo da competição.

Como na primeira fase o regulamento previa que todos os 10 times participantes se enfrentassem, o Flamengo teve tempo de "arrumar a casa". Entrou como o terceiro carioca melhor classificado para a fase final e, aí arrancou de vez. Venceu todos os seus três jogos da etapa decisiva e no dia 23 de abril sagrou-se campeão no Maracanã lotado: 2 a 0 sobre o Corinthians, com gols de Joel e Dida.

O Rio-São Paulo, além de ser a competição de maior prestígio da época, valeu muito para o Flamengo. Afinal, este foi o primeiro grande título de Carlinhos como jogador do clube e o último de uma geração espetacular: Jadir (capitão na época e remanescente do tri-estadual de 1953/54/55), Joel (campeão do mundo em 1958 e craque do time tricampeão em 1955), Henrique Frade (terceiro maior artilheiro de todos os tempos com 216 gols) e Babá (também remanescente do tri de 1955 e jogador mais baixo da história do futebol brasileiro, com 1,54m). 

Curiosidade - Nos jornais da época, o sucesso de Gerson na competição foi tão grande que clubes estrangeiros, inclusive o Boca Juniors mostraram-se interessados em contratá-lo. No entanto, o negócio não foi para a frente. Campanha do título:

Primeira Fase
04/3 - Flamengo 2x1 São Paulo - Pacaembu
08/3 - Flamengo 3x2 Palmeiras - Pacaembu
11/3 - Flamengo 1x7 Santos - Maracanã
16/3 - Flamengo 0x2 Fluminense - Maracanã
22/3 - Flamengo 0x3 Botafogo - Maracanã
25/3 - Flamengo 2x0 Portuguesa - Maracanã
29/3 - Flamengo 2x1 América-RJ - Maracanã
02/4 - Flamengo 2x1 Vasco - Maracanã
08/4 - Flamengo 0x3 Corinthians - Pacaembu

Fase Final
16/4 - Flamengo 3x1 Palmeiras - Maracanã
19/4 - Flamengo 5x1 Santos - Pacaembu
23/4 - Flamengo 2x0 Corinthians - Maracanã
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações