terça-feira, 2 de abril de 2019

Em 2003, um massacre da Briosa sobre a Inter de Limeira

Por Victor de Andrade
Foto: GazetaPress

Rico marcou dois gols na goleada por 6 a 0 da Briosa sobre a Inter de Limeira

Nesta quinta-feira, dia 4, às 21h30, a Portuguesa Santista inicia o duelo das quartas-de-final do Campeonato Paulista da Série A2, no Estádio Major Levy Sobrinho, em Limeira, contra a Internacional, sonhando com o acesso para a elite do futebol do estado. Este confronto tem, em sua história, duelos importantes, que já decidiram até título da própria A2, com o time do interior levando a melhor. Porém, o jogo que vamos contar aqui aconteceu no dia 29 de janeiro de 2003, na divisão principal e a Briosa fez um verdadeiro massacre: 6 a 0!

Era a segunda rodada do Campeonato Paulista da Série A1 de 2003. A Portuguesa Santista havia estreado contra o Juventus, na Rua Javari, e havia vencido por 2 a 1. Já a Inter de Limeira folgou na rodada inicial e faria debutaria contra o time Rubro Verde. Aliás, aquele time da Briosa, com Souza, Rico, Adriano, Maurício, Zambiasi e outros, surpreenderia à todos na competição, mas até aquele momento, mesmo com o triunfo no primeiro jogo, o objetivo era apenas escapar do rebaixamento.

O clima no Estádio Ulrico Mursa naquele 29 de janeiro era quente, típico do verão em Santos. A partida até começou equilibrada, com as duas equipes se estudando. A Inter de Limeira, que estava estreando, tinha um time experiente, contando, por exemplo, com o meia Silas, com duas Copas do Mundo nas costas, e que no ano anterior tinha defendido, justamente, a Portuguesa Santista.

Fazendo valer o fator casa, a Briosa abriu o marcador aos 21 minutos. Rico recebeu na área, conseguiu tirar o zagueiro do lance e bateu rasteiro, fazendo o primeiro da partida e seu segundo na competição. O gol tranquilizou o time da casa, que passou a dominar as ações. Porém, o primeiro tempo terminou com o placar de 1 a 0.

Os gols da partida (imagens SBT/TV UOL)

Na segunda etapa, a Portuguesa Santista foi com tudo para cima e, como se diz no popular, "abriu a porteira". Logo aos 4 minutos, Souza, em cobrança de falta, mandou a bola na trave, mas Eliseu, no rebote, marcou o segundo. Aos 8', foi a vez do meia Souza marcar. Ele foi lançando, invadiu a área sozinho, driblou o goleiro e tocou a bola para o fundo das redes.

Com 3 a 0 a favor, a Briosa não diminuiu o ritmo e massacrou o adversário. Aos 13 minutos, Souza deu outro chute na trave, desta vez com a "bola rolando" e Rico, no rebote, marcou o quarto do time Rubro Verde. Já o quinto gol saiu em um lance estrando. Aos 26', Souza arriscou outro chute, a bola desviu na zaga e subiu. O goleiro da Inter de Limeira saltou, tentando fazer a defesa, mas a "pelota" passou pelas mãos dele e entrou. Ainda teve tempo para mais um. Aos 36', Nelsinho recebeu dentro da área e bateu cruzado, dano números finais à partida: Portuguesa Santista 6, Inter de Limeira 0.

Aquela equipe da Briosa ainda faria história. Em um grupo com Santos e São Paulo, ela passaria em primeiro lugar, de forma invicta, vencendo o Clássico das Praias e empatando com o Tricolor, no Morumbi, além de triunfar contra Santo André e Paulista de Jundiaí. Nas quartas, eliminou o Guarani com um empate em 0 a 0 no Ulrico Mursa e só foi cair na semifinal, contra o São Paulo. Mas aquela 
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações