domingo, 14 de abril de 2019

10 a 2! Em 2002, uma sonora goleada do Bahia no Confiança pelo Nordestão

O Bahia que conquistou o Nordestão 2002: um 10 a 2 sobre o Confiança na campanha vitoriosa

Em 2002, o Bahia fez um grande Campeonato do Nordeste, conquistando o título em cima do rival Vitória na decisão. Porém, durante o certame, o Tricolor teve vitórias marcantes e uma delas aconteceu em 14 de abril daquele ano. Na Fonte Nova, a equipe aproveitou-se da fragilidade e aplicou um sonoro 10 a 2 no adversário. Esta é, até hoje, a maior goleada da história da competição, seja na fase Copa ou Campeonato.

Só na etapa inicial, o Bahia fez sete gols. O primeiro, aos 7 minutos, com Sérgio Alves, completando cruzamento na medida de Alan, que voltava ao time após quase um mês de fora, por causa de uma contusão na coxa. O tento fez Sérgio Alves assumir a artilharia isolada do Nordestão, com 12 gols. Aos 19 minutos, o Tricolor ampliou – Alan deu uma passe perfeito, que deixou o Nonato livre na área, para bater cruzado e fazer o segundo.

Começando a imprimir seu ritmo alucinante, o Bahia faz o terceiro, quatro minutos depois – Sérgio Alves cruzou, Mantena cabeceou no travessão e Kena, no rebote, fez o seu. Aos 33 minutos, Mantena tabelou com Nonato e tocou na saída do goleiro para fazer o quarto. Três minutos depois foi a vez de Acioly aproveitar cobrança de escanteio para cabecear para o fundo das redes, fazendo seu primeiro gol em sua estréia no time profissional do Bahia. Nos últimos três minutos do primeiro tempo, o Bahia ainda arranjou fôlego para fazer mais dois. Aos 43, Bebeto deu um drible desconcertante no zagueiro e fez um golaço. Aos 46, Nonato se aproveitou da escorregada do zagueiro, invadiu a área e tocou no canto esquerdo de Fábio.

Os gols do Bahia na partida

O Bahia começou o segundo tempo como terminou o primeiro – fazendo gols. Aos 14, Kena recebeu lançamento na esquerda e tocou para Nonato, livre no meio da área, fazer o oitavo. Com 8×0 no placar, o Bahia diminuiu um pouco o ritmo, afroxou a marcação e permitiu que o Confiança diminuísse, com Joécio e Neto. Depois da relaxada, o Tricolor voltou a mandar no jogo e fechou a goleada, com Luís Alberto, outro que fez seu primeiro gol na equipe profissional; e Nonato, que fez seu quarto gol na partida e foi a oito na tábua de artilheiros da competição.

Este foi a sexta vez que o Tricolor fez 10 gols em uma partida, as outras foram: 10 a 2 sobre o Brasil/SSA, em 19/06/1936; 10 a 2 sobre o Vitória da Bahia, em 20/11/1938; 10 a 1 sobre o Vitória da Bahia, em 8/12/1939; 10 a 0 sobre o São Cristóvão, em 07/07/ 1960; e 10 a 0 sobre Amarantim, em 24/04/1964.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Instagram

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações