quarta-feira, 27 de março de 2019

O Bragantino campeão da Divisão Especial de 1989

Com informações da Edição dos Campeões
Foto: arquivo CA Bragantino

Em pé: Nei, Biro-Biro, Mauro Silva, Júnior, Gil Baiano e Marcelo
Agachados: Ivair, Valmir, Mário, Gatãozinho e Luís Müller

Centro das notícias do futebol paulista, por causa das negociações com a empresa de energéticos Red Bull, que já foi até confirmada que está fechada pela diretoria do clube, o Bragantino tem um passado glorioso de conquistas. Seu maior momento foi entre o final da década de 80 e o início dos anos 90, onde o Massa Bruta incomodou os grandes do futebol brasileiro e levantou taças, como o do Brasileiro da Divisão Especial, atual Série B, de 1989.

A Divisão Especial de 1989 sofreu uma mudança radical. As 24 equipes do ano anterior foram transformadas em 96, unificando a segunda e terceira divisões da temporada antecessora. Tirando os quatro rebaixados do Brasileiro de 1988, as outras 92 vagas foram definidas pelos estaduais. Semifinalista do Paulistão, o Bragantino entrava com boas credenciais na disputa da Série B, que contou com uma primeira fase de 16 grupos, cada um com seis times.

O Braga foi sorteado no grupo 10, contra outras equipes de SP, e também de RJ e MG. Após uma jornada de 10 rodadas, o time ficou na liderança do grupo, com 18 pontos e uma campanha excelente, de oito vitórias e dois empates. Se classificou com vantagem de oito pontos sobre o vice, o São José. De cada grupo saíram dois classificados. Assim, 32 clubes foram ao mata-mata. Na fase de 16 avos de final, o Massa Bruta enfrentou o Catanduvense, o qual eliminou com vitória por 1 a 0 em Catanduva e empate em 1 a 1 em Bragança Paulista.

Nas oitavas, o confronto foi contra o Juventus da Mooca. Na Rua Javari, vitória por 1 a 0, e no Marcelo Stéfani, classificação vencendo por 3 a 2. Nas quartas de final, o Bragantino encarou o Criciúma. A única derrota alvinegra na competição foi no Heriberto Hülse, por 1 a 0. Em casa, o Braga reverteu vencendo por 3 a 0. A semifinal contou com o confronto mais equilibrado, contra o Remo. Foram dois empates sem gols, em Belém e em Bragança. Nos pênaltis, o Bragantino venceu por 4 a 1 e conquistou o acesso para a elite nacional de 1990.

Na final da Série B, o alvinegro reencontrou o São José. A primeira partida foi no Martins Pereira, em São José dos Campos, e o Bragantino venceu por 1 a 0. Dessa forma, foi só administrar a vantagem no Marcelo Stéfani, e o time alvinegro voltou a vencer, agora por 2 a 1. O título da Série B de 1989 foi um dos degraus que a equipe escalou no fim da década de 80 e o início dos anos 90.

O time já havia ganho o Paulista A-2 de 1988, e viria a ser campeão estadual em 1990, além de vice brasileiro em 1991 e semifinalista em 1992, em um período histórico para o Bragantino, uma curva ascendente que só virou em 1995.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações