segunda-feira, 4 de março de 2019

As peculiaridades do futebol brasileiro nas séries B e A que não existem em outros países


No país pentacampeão cujas estrelas de futebol, há muito tempo, são ídolos do torcedores internacionais, as equipes locais ainda jogam sem números permanentes no quadro, o campeonato nacional tem um calendário muito estranho da temporada - com campeonatos estaduais no meio e alguns itens dos regulamentos vão surpreender até mesmo uma pessoa que é experta no futebol internacional.

A abordagem do jogo mais popular do mundo no Brasil continua sendo bastante amador, às vezes parece que as realidades do futebol moderno não tenham afetado o país de forma alguma, apesar de ter realizado o campeonato mundial há vários anos. É muito tempo para se surpreender com o fato de que no Brasil, inclusive no mais alto nível, na Série A, muitas equipes não têm números permanentemente atribuídos aos jogadores que saem com números de 1 a 11 em suas costas - sem nomes. 

Isso, porém, facilita para os fãs brasileiros a navegação nas posições dos jogadores. O segundo, terceiro, quarto e sexto são defesa (da direita para a esquerda), o quinto e o oitavo jogam na zona de assistência do meio-campo, o décimo e zagueiro atacante, o noveno - atacante central, o sétimo e o décimo primeiro números atuam como laterais meio-campistas.

As tradições como essa são bem respeitadas no Brasil, além disso, esse sistema permite que você economize dinheiro em uniformes, dada a grande rotação de jogadores e quantidade enorme de clubes locais onde o quadro principal dos jogadores pode se compor de 30 a 40 pessoas. Na temporada de 2016, por exemplo, cinco clubes de elite jogaram sem números permanentes, incluindo o Vasco da Gama do Rio de Janeiro: um grande, que depois se desceu pela segunda vez consecutiva para o Brasileiro Série B. Na segunda divisão mais importante do futebol, somente a Bahia de Salvador, é a primeira campeã do país, distribuiu os números aos jogadores.

O calendário brasileiro de partidas de futebol confuso e intenso

O sorteio da copa nacional no Brasil acontece de março a novembro e a federação tem dificuldade suficiente para encontrar as "janelas" necessárias no calendário. No segundo semestre do ano também começam os jogos da Copa América do Sul, onde o Brasil tem oito lugares. Dois passes são dados aos vencedores dos torneios inter-regionais sob os auspícios da federação nacional - a Copa do Nordeste e a Copa Verde. Mais seis são distribuídos entre as equipes que ocupam a partir do quinto lugar no campeonato.

Também aqui aparece uma curiosidade: apenas clubes que não chegaram às oitavas do campeonato nacional são aceitos na Copa Sul Americana! Para seguir duas competições desenvolvidas em paralelo é impossível até para os clubes brasileiros. Portanto, a cota “sul-americana” geralmente é transferida para as equipes do Brasileiro Série B.
←  Anterior Proxima  → Inicio

Um comentário:

  1. Compare o resultado de futebol de todos os campeonatos http://por-aposta.com/

    ResponderExcluir

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Instagram

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações