sexta-feira, 22 de março de 2019

As façanhas de Cejas defendendo o Santos FC

Por Gabriel Santana, do Centro de Memória e Estatística do Santos FC
Foto: arquivo Santos FC

Cejas foi goleiro do Santos entre 1970 e 1974

Em uma sexta-feira, 22 de março de 1945, nascia em Buenos Aires um dos maiores goleiros que já envergaram a camisa santista, Agustin Mário Cejas! Contratado em 1970 junto ao Racing, logo após a aposentadoria de Gylmar e Laércio e a contusão de Cláudio, Cejas chegou com uma grande responsabilidade e correspondeu a todas as expectativas.

Estreou na meta santista em 27 de setembro de 1970, em partida válida pelo Campeonato Brasileiro, diante do Cruzeiro, no Estádio do Mineirão. O jogo terminou empatado em 1 a 1, com Nenê Belarmino marcando o tento para o Alvinegro.

Em sua estreia, Cejas teve ao seu lado os seguintes atletas: Carlos Alberto, Ramos Delgado, Djalma Dias e Turcão; Clodoaldo e Lima; Manoel Maria, Douglas (Picolé), Nenê Belarmino e Abel (Léo Oliveira), comandados pelo técnico Antônio Fernandes, o Antoninho. Uma das destacadas características de Cejas era a sua coragem. Com 1,93m e boa colocação na pequena área, era comum vê-lo saindo com arrojo para interceptar cruzamentos.

Campeão paulista de 1973, destacou-se ao longo da competição e brilhou nas penalidades máximas que decidiram o título, após um empate de 0 a 0 com a Portuguesa. Defendeu duas cobranças do adversário e encaminhou o título para o Santos, o que só não se concretizou devido ao erro inacreditável do árbitro Armando Marques na contagem dos gols.

Ainda em 1973 Cejas conquistou a Bola de Ouro da Revista Placar, escolhido como o melhor goleiro da temporada. Permaneceu na Vila Belmiro até o ano de 1974, atuando em 252 partidas. Nosso grande goleiro argentino faleceu no dia 14 de agosto de 2015, uma quinta-feira, em Buenos Aires, em decorrência do Mal de Alzheimer. Viveu 70 anos.

Curiosidade: Além de Cejas, outros três goleiros argentinos também vestiram a camisa santista: Capuano, em 1942, com apenas uma partida; Peres, em 1969, com duas partidas, e por último, Ricardo, que atuou no período entre 1976 a1978, com 57 jogos disputados.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Instagram

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações