quarta-feira, 30 de janeiro de 2019

O Palmeiras campeão da Taça Brasil de 1967

Com informações do site oficial do Palmeiras
Foto: arquivo Palmeiras

O time do Verdão que conquistou a Taça Brasil de 1967

A temporada de 1967 foi marcante para a consolidação da Primeira Academia de Futebol do Palmeiras como um dos mais fantásticos times da história. Só naquele ano foram dois títulos nacionais, o segundo conquistado em 29 de dezembro com a equipe comandada por Mário Travaglini: a Taça Brasil.

Diferente do Torneio Roberto Gomes Pedrosa, realizado no primeiro semestre, a Taça Brasil foi disputada em sistema eliminatório, composta apenas pelo atual campeão e pelos vencedores dos estaduais de 1966, indicando, ao final do certame, os representantes do Brasil na Taça Libertadores da América do ano seguinte.

Favorecido por ostentar o título de campeão paulista, o Alviverde entrou diretamente na semifinal, encarando um forte Grêmio, pentacampeão gaúcho na época. Primeiros em uma na chave com Ferroviário (Paraná) e Perdigão (Santa Catarina), os gaúchos receberam os palmeirenses e obtiveram um indigesto 2 a 1 no Estádio Olímpico; Alcino e Joãozinho marcaram para os donos da casa, enquanto Áureo (contra) foi o autor do tento palestrino. Mas, contando com um inspirado César Maluco e com toda a força de seu torcedor, o Verdão, com duas vitórias no Pacaembu, avançou à fase final – 3 a 1 e 2 a 1.

Na final, encarou seu algoz no Campeonato Brasileiro de 1966, quando caiu para o mesmo Náutico nas quartas de final. O então pentacampeão pernambucano passava por um dos melhores momentos de sua história – eliminou o América (Sergipe) na 3ª fase, o Atlético-MG (Minas Gerais) nas quartas e na semifinal passou pelo campeão da edição de 1966, o Cruzeiro (Minas Gerais).

No primeiro encontro, César, Zequinha e Lula surpreenderam os nordestinos e garantiram a vitória para o Palmeiras em plena Ilha do Retiro, porém, na partida de volta foi a vez de Fraga e Ladeira garantirem um 2 a 1 para o Náutico; Baldocchi descontou. A última e decisiva partida foi marcada para o Maracanã e, assim como no título mundial de 1951, o Verdão deixou a capital carioca com o título – César Maluco e Ademir da Guia garantiram o triunfo por 2 a 0. A Academia de Futebol se consagrava no cenário nacional.

Campanha
Jogos: 6 (4 vitórias, 0 empates e 2 derrotas)
Gols pró: 12
Gols sofridos: 7
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Instagram

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações