domingo, 13 de janeiro de 2019

Internacional - Escola de goleiros para a Seleção Brasileira

Com informações do site oficial do Internacional


Revelado pelo Internacional, Alisson, hoje atuando no Liverpool e titular da Seleção Brasileira desde quando Dunga ainda era o treinador, não foi o único goleiro que passou pelo Colorado a vestir a camisa número 1 do time canarinho. Além dele, outros cinco goleiros que vestiram a camisa alvirrubra também defenderam o país do futebol.

Começando por Alisson. Ele chegou à seleção cinco vezes campeã do mundo em 2015 e virou titular logo em seguida, quando ainda era jogador do Internacional. O mais interessante é que no time canarinho, ele é treinado por um ex-goleiro do Colorado e da própria Seleção, Taffarel, de quem vamos falar mais à frente.

Mas esse elo de goleiros entre Inter e Brasil começou nos anos 70, quando Manga defendeu o Clube do Povo, sagrando-se campeão brasileiro. O arqueiro havia defendido a seleção canarinho em meados dos anos 60, onde disputou a Copa do Mundo de 1966 na Inglaterra.

Cria do Celeiro de Ases, Gilmar Rinaldi atuou nos jogos Olímpicos em 1984, enquanto defendia o manto vermelho e depois esteve com a delegação tetracampeã mundial nos Estados Unidos. Juntamente com Gilmar, Taffarel, outro grande nome da escola de goleiros do Colorado, foi campeão mundial em 94, sendo fundamental na conquista do tetracampeonato. Ele virou titular da Seleção quando ainda defendia o Colorado e disputou a Copa de 1990 (uma das três em que ele foi dono da camisa 1) como atleta do clube.

André Döring, cria do Colorado, que jogou no Inter por muitos anos, também defendeu o país enquanto era jogador do Clube, foi em 1998, contra a Iuguslávia. Foi apenas uma partida, mas colocou seu nome na grande história canarinho.

Um goleiro com passagem no Inter tem seu nome marcado na história da Seleção: Dida. Ele chegou no clube já veterano, foi reserva de Alisson, inclusive, e trilhou um belo caminho com a camisa verde e amarela, tendo ido a três Copas e conquistando o título em 2002 na suplência de Marcos.

Dos seis goleiros que jogaram no Inter e serviram o país, quatro começaram no Celeiro de Ases, na conhecida e renomada escola de goleiros colorada. A camisa vermelha e branca se cruza com a história do verde e amarelo e, novamente, um goleiro colorado é esperança de sucesso no gol brasileiro.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Instagram

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações