sexta-feira, 21 de dezembro de 2018

O Vasco campeão brasileiro de 1997

O time do Vasco campeão em 1997: um time talentoso que dominou toda a competição

Em 21 de dezembro de 1997, o Maracanã recebia 90 mil vascaínos apaixonados, prontos para soltar o grito de campeão brasileiro. Vasco e Palmeiras entraram em campo para definir o melhor time do país naquele ano. Diferente do regulamento atual, onde o time que somar mais pontos é o campeão, o torneio nacional era decidido no sistema do "mata-mata".

Dono da melhor campanha da primeira fase, o Cruzmaltino, dirigido por Antônio Lopes, não possuía favoritismo no início, mas ao longo do campeonato foi mostrando que suas peças importantes iriam fazer a diferença. Mauro Galvão, Odvan, Felipe, Juninho e Ramon foram atletas fundamentais para uma espinha dorsal que formava o Gigante da Colina. Além, claro, da dupla de ataque infernal, formada por Evair e Edmundo.

Aliás, o "Animal" agregou ainda mais valor a esse título, pois nessa temporada o mesmo fez com que Vasco tivesse o maior artilheiro de todos os tempos de campeonatos brasileiros. Edmundo marcou 29 gols, superando a marca história de Reinaldo, que havia marcado 28 gols em 1978. Além disso o craque ainda quebrou outro recorde. Foi o jogador que mais marcou gols numa só partida. Balançou as redes seis vezes, na partida que os cruzmaltinos venceram o União São João de Araras por 6 a 0.

As oito equipes no topo da tabela se classificavam para uma fase de grupos. Dentro de duas chaves, Vasco, Internacional, Atlético Mineiro, Portuguesa, Flamengo, Santos, Palmeiras e Juventude se dividiram para decidir os finalistas do campeonato. No grupo A, o Gigante da Colina foi invicto, acumulando quatro vitórias e dois empates, incluindo a goleada por 4 a 1 em cima do rubro negro carioca. O alviverde paulista fez campanha similar, também sem perder nenhum jogo, com cinco vitórias e um empate.

Edmundo foi o grande nome da competição

Voltando à decisão, o Vasco tinha a vantagem de levantar o troféu em caso de dois empates nos confrontos da final, por causa da melhor campanha. No primeiro duelo, em São Paulo, o placar foi de 0 a 0. No Rio de Janeiro, o Gigante da Colina confirmou o favoritismo, conseguiu o mesmo placar do confronto de ida, e se tornou tricampeão nacional. 

A partida do Maracanã foi tensa. Precisando de um gol, o Palmeiras chegava ao ataque, mas era parado pelo goleiro cruzmaltino Carlos Germano. No setor ofensivo, a dupla de ataque Evair e Edmundo tentavam colocar o Almirante na frente para dar tranquilidade. Mesmo com as tentativas do clube paulista, o título já tinha dono. O troféu vencido em casa coroou o grande campeonato do Vasco da Gama e iniciou uma fase de grandes conquistas daquela geração, resultando nos títulos da Libertadores do ano seguinte, da Mercosul de 2000, do tetra Brasileiro em 2000, do Rio –São Paulo de 1999 e Carioca de 1998.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Instagram

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações