domingo, 23 de dezembro de 2018

Narciso no Flamengo em 1999

Por Victor de Andrade


Narciso foi um grande jogador do futebol brasileiro na década de 90, onde se destacou no Santos FC, após ter sido revelado pela Paraguaçuense. O jogador, que nasceu em Neópolis, no Sergipe, em 23 de dezembro de 1973, apareceu no cenário nacional em 1995, no time do Peixe vice-campeão brasileiro, como zagueiro, mas também atuou e bem como volante.

No início de 1999, apesar das boas atuações, já como volante, no Campeonato Brasileiro do ano anterior, Narciso e a torcida do Santos não tinham uma boa relação e isto vinha afetando o desempenho do jogador dentro de campo. Além disso, houve uma disposição de Leão a voltar escalá-lo como zagueiro, o que ele não queria. Porém, apareceu uma oportunidade de ouro para o Alvinegro Praiano: o meia Rodrigo Fabri, que tinha se destacado na Portuguesa e tinha até chegado à seleção, estava encostado no Flamengo.

Os dois clubes, na época, eram parceiros de transações. No ano anterior, houve uma troca onde Marcos Assunção, Caio (Ribeiro) e Arinélson foram para o Rubro Negro, por empréstimo, em troca de Lúcio (Bala) e Athirson. Além dessa proximidade em negociações, o então técnico do Flamengo, Evaristo de Macedo, queria Narciso, como volante, enquanto Leão gostou da ideia de contar com o talentoso Rodrigo Fabri. Então, os dois clubes acertaram mais uma troca por empréstimo.

Narciso aportou na Gávea sendo protegido do treinador, que garantiu a ele que iria escalá-lo como volante. Realmente ele foi escalado na posição em um amistoso contra o Cruzeiro e em um jogo pela Copa do Brasil contra o Botafogo da Paraíba (onde usou a camisa 10 do Flamengo?!?!?!?!?!), mas Narciso teria problemas no clube.

No meio do caminho, Evaristo de Macedo foi demitido e o eterno treinador Rubro Negro Carlinhos assumiu o clube. O técnico, logo de cara, avisou que os jogadores não teriam lugares cativos e ele os escalaria como quisesse, um claro recado para Narciso. E ele cumpriu! Na vitória contra o Olaria, por 3 a 2, no dia 7 de março, Narciso foi escalado como zagueiro e não gostou.

Ao final da partida, ao final da partida, Narciso disse à comissão técnica que foi contratado para jogar no meio-de-campo e que não gostaria de voltar à zaga, mesmo que fosse para suprir as ausências dos companheiros que estão contundidos. No dia seguinte, o zagueiro/volante foi afastado do elenco e dias depois teve o seu contrato rescindido, sendo devolvido ao Santos, que ainda ficou com Rodrigo Fabri, que também não foi bem e também devolvido no meio do ano.

Narciso voltou ao Santos, atuando como volante em praticamente todos os jogos de 1999. No início da temporada de 2000, foi descoberto que ele teve Leucemia. Foram três anos entre transplante, tratamento e recuperação. Narciso voltou a jogar pelo Santos em 2003, como zagueiro. Atuou até 2004, revezando entre o time principal e o B, sagrando-se campeão brasileiro e da Copa FPF, um por cada time. Porém, no final deste ano, ainda com sequelas da doença, apesar de clinicamente curado, ele encerrou a carreira e tornou-se treinador.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Instagram

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações