terça-feira, 25 de dezembro de 2018

Jairzinho - Um "Furacão" na conquista da Libertadores do Cruzeiro

Jairzinho dando entrevista: importante na conquista da Libertadores de 1976

Uma das maiores conquistas da história do Cruzeiro foi, com certeza a sua primeira Copa Libertadores, no ano de 1976. A Raposa, que já tinha um grande esquadrão montado ao longo dos anos, com nomes como Nelinho e Dirceu Lopes, contou com um grande reforço naquela conquista: Jairzinho, o Furacão da Copa de 70.

Jair Ventura Filho nasceu no Rio de Janeiro, em 25 de dezembro de 1944. No futebol, se destacou pela velocidade e faro de gol. Jogou por muitos anos no Botafogo, foi campeão com a Seleção Brasileira na Copa do Mundo de 1970, onde fez gols em todos os jogos, e entre 1974 e 1975 jogou no Olympique Marseille, da França. Depois, aportou no Cruzeiro para a temporada de 1976, a pedido do treinador Zezé Moreira, exatamente para a disputa da Libertadores.

Sua contratação não foi difícil, já que ficou um bom tempo sem atuar desde que tinha deixado a França. Ele estreia com a camisa estrelada na vitória por 4 a 1 sobre a Caldense, no Mineirão, pela fase final do Campeonato Mineiro de 1975, em 1º de fevereiro de 1976 (sim, era comum as competições de um ano serem decididas no ano seguinte nos anos 60, 70 e 80). Duas semanas depois, novamente contra a Caldense, ele faria o seu primeiro gol pela Raposa.

A partir do 20 de maio, ele começa a marcar presença na Libertadores. Faz quatro gols na goleada por 7 a 1 sobre o Alianza Lima, do Peru, no Mineirão. Cinco dias depois, marcou o segundo gol da vitória por 4 a 1 sobre a LDU, do Equador, no Mineirão. Foi o 12º gol dele na Libertadores. Ele faria 12 jogos no Sulamericano e terminaria como vice-artilheiro do time, com um gol a menos que Palhinha, e média de um gol por partida.

Apesar de ter sido importante, nem tudo foram flores para Jairzinho naquela Libertadores. Ele levou cartão vermelho no segundo jogo decisivo da Libertadores, no Monumental de Nuñez, em Buenos Aires. O Cruzeiro foi derrotado por 2 a 1 pelo River Plate. Com isto, ficou de fora do terceiro e decisivo jogo. Porém, a Raposa venceu por 3 a 2, no Estádio Nacional, em Santiago, no Chile, e foi campeão.

Em 21 de dezembro de 1976, Jairzinho disputou o seu último jogo pelo Cruzeiro no empate sem gols contra o Bayern de Munique, da Alemanha, no Mineirão, pelo segundo jogo decisivo da Taça Intercontinental. Ao todo fez 51 jogos e marcou 30 gols. Uma grande marca. No início de 1977, ele comunicou a diretoria do Cruzeiro que não renovaria o contrato, pois tinha recebido uma proposta milionária da Portuguesa da Venezuela e, assim, encerraria o capítulo da passagem do Furacão pelo Cruzeiro.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Instagram

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações