domingo, 11 de novembro de 2018

Jogaço e tudo igual na primeira decisão superclassica

Por Lucas Paes
Fotos: Conmebol.com

Um belo jogo no La Bombonera e empate em 2 a 2 na primeira final da Libertadores 2018

Pra quem esperava um jogo violento e cheio de expulsões o primeiro duelo entre Boca e River surpreendeu. O fato é que a primeira batalha ocorrida a pouco em La Bombonera foi um jogaço aberto e cheio de gols.

Apesar do começo millonario ter sido melhor, a Bombonera é uma entidade perigosa por si só. Contra um River que tinha vantagem clara técnica e que oferecia perigosa artilharia aérea, Abila soltou dois torpedos seguidos contra Armani, que pegou a primeira mas não segurou a segunda. Mal deu para La 12 comemorar porém, já que logo na saída Pratto deixou tudo igual.

A partir daí criaram-se chances. O River perdeu uma claríssima, frente a frente com Rossi. Não se desperdiça tal chance em um jogo dessa magnitude. Benedetto havia entrado em campo já. Ainda dentro da primeira etapa, abençoado como é Dario, marcou o segundo Xeneizie, numa cabeçada espetacular, que fez pulsar La Bombonera. A etapa inicial terminava em vantagem azul e amarela.

O segundo tempo começou num ritmo mais lento que o corrido e aberto primeiro. Foram poucos lances de perigo, a maioria visitante. Até que na bola aérea, Pratto dividiu com o defensor xeneizie Izquierdoz e a redonda, vadia que é, tomou a direção das redes. Tudo igual novamente.

Ficou tudo para o segundo confronto, no Monumental de Nuñez

O jogo ficou morno a partir daí. O empate era imensamente favorável ao lado Millonario. Mais na base da raça, o Boca fez uma ocupação do campo ofensivo. O River matreiro, segurava o ótimo resultado, que lhe dava a chance de resolver no colosso do Monumental de Nunez, que deve jogar junto daqui a duas semanas.

Até que Tevez recebeu boa bola, fez linda jogada e jogou para Benedetto. A chance era imensa, cristalina e clara. Mas um desde já imenso Armani fez uma defesa que pode entrar para a história, aqueles lances que definem um torneio. Nada mais mudou em La Bombonera. Tudo continua na estaca zero.

Daqui a duas semanas, quem vencer em Nunez terá a glória do título. O empate levará a decisão para os pênaltis. Desde já, corações xeneizies e millonarios estarão sofrendo ansiedade nas duas semanas que antecedem o dia de onde o mundo nunca mais será o mesmo, ou algo do tipo.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Instagram

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações