domingo, 18 de novembro de 2018

Ferroviária busca empate contra o Red Bull e está na decisão da Copa Paulista

Com informações do site oficial da FPF
Fotos: Beto Boschiero / AFE

O Red Bull chegou a abrir 2 a 0 no marcador, mas a Ferroviária buscou o empate

Atual campeã, a Ferroviária vai encarar o Votuporanguense na busca pelo tricampeonato da Copa Paulista. Jogando para mais de seis mil torcedores graças ao Projeto Futebol Sustentável, a equipe grená saiu perdendo por 2 a 0, mas buscou o empate por 2 a 2 com o Red Bull Brasil, na partida de volta das semifinais. O duelo foi disputado na tarde deste domingo, em Araraquara, na Arena Fonte Luminosa.

Como havia vencido a primeira partida no Majestoso, em Campinas, por 2 a 0, o representante araraquarense avançou com o agregado de 4 a 2. As finais diante da equipe de Votuporanga vão acontecer nos dois próximos finais de semana -a Federação Paulista de Futebol deve confirmar os afeanos como mandantes da grande decisão.

Atrás no placar, o Red Bull Brasil pressionou em busca do gol desde os primeiros instantes. Logo aos dois minutos, Jobson bateu falta com precisão, mas acabou acertando o travessão da Ferroviária. Na sequência, Léo Castro foi desarmado por Elton quando se preparava para a finalização, já cara a cara com o goleiro Gabriel Leite.

De tanto martelar, o gol campineiro não tardou a sair. Pouco depois, aos oito, o placar foi inaugurado. Carlos Renato fez linda jogada individual pelo lado esquerdo e cruzou rasteiro para Eduardo, que chegou escorando livre para o fundo das redes. Os visitantes continuaram tentando, mas demoraram a criar boa oportunidade.

Aos 24, Claudinho bateu escanteio fechadinho e quase fez um lindo gol olímpico -atento, o arqueiro grená conseguiu afastar. Entretanto, dois minutos depois, ele não teve o que fazer. Léo Castro recebeu lançamento em posição duvidosa e, na saída de Gabriel Leite, deu um belo toque, acabando com a vantagem araraquarense.

A Ferroviária vai tentar o bicampeonato da competição

A arbitragem liderada por Luiz Flávio de Oliveira deu uma parada técnica, aos 30, o que foi mais bem aproveitado pelos donos da casa. A Ferroviária voltou mais atenta e tentando diminuir o marcador. Aos 40, Jorge Eduardo testou firme para defesa do goleiro Julio Cesar. No rebote, o atacante tentou um peixinho, mas, após dividida, tomou um chute no rosto de Renan e precisou ser substituído por Tom.

A Ferroviária foi quem retornou dos vestiários com a intenção de pressionar. Tom, artilheiro da equipe, levou perigo com três finalizações antes dos dez minutos. A melhor oportunidade nos primeiros instantes, porém, aconteceu com Léo Arthur. O meia-atacante bateu falta da entrada da área, no lado esquerdo, mas a bola saiu sob o travessão.

Depois da pressão inicial dos donos da casa, o confronto perdeu a intensidade. Aos 19, um dos lances capitais do duelo: o zagueiro Anderson Marques tomou o segundo amarelo e deixou o Red Bull com um jogador a menos. Por isso, o técnico afeano, Vinicius Munhoz, tirou o volante João Cleriston e colocou o meia Fellipe Mateus.

Aos 28, o time mandante chegou a gol que dava a classificação à decisão. Arthur fez cruzamento após jogada individual de Tom. Fellipe Mateus cabeceou na trave, mas a bola bateu no goleiro campineiro e morreu no fundo das redes. Nos minutos finais, a Ferroviária continuou martelando na procura do empate -e conseguiu. Aos 44, trocou passes até que Léo Arthur concluísse forte, sem chances de defesa.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Instagram

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações