quarta-feira, 1 de agosto de 2018

Em plena Vila Belmiro, Santos é derrotado pelo Cruzeiro na Copa do Brasil

Com informações dos sites de Santos FC e CBF
Fotos: Ivan Storti/Santos FC

Bruno Henrique tenta passar pela defesa do Cruzeiro, mas não obteve sucesso

Na noite desta quarta-feira (1), Santos e Cruzeiro fizeram o primeiro jogo das quartas de final da Copa do Brasil 2018. Em jogo que marcou a estreia do novo técnico do Peixe, Cuca, e também a utilização do VAR (árbitro de vídeo) pela primeira vez na história do futebol brasileiro, os times fizeram um jogo equilibrado na Vila Belmiro, onde a Raposa saiu com a vitória por 1 a 0.

Santos e Cruzeiro, por estarem na Libertadores, só entraram na Copa do Brasil a partir das oitavas de final. O Peixe se classificou eliminando o Luverdense, vencendo na Vila Belmiro por 5 a 1 e perdendo em Lucas do Rio Verde por 2 a 1. Já o Cruzeiro teve pela frente o Atlético Paranaense, vencendo em Curitiba por 2 a 1 e empatando no Mineirão em 1 a 1.

O jogo de estreia de Cuca começou bastante truncado. Organizado, o Santos FC procurava ditar o ritmo do jogo nos minutos iniciais contra um Cruzeiro que, de olho na partida de volta, pouco queria se expor. Diante de uma retaguarda igualmente organizada, com linhas compactadas, o Peixe pouco conseguiu achar brechas para finalização. Os melhores lances dos primeiros 45 minutos partiram dos pés de Rodrygo, desequilibrando pelo lado direito do campo, e de Diego Pituca na armação.

Após a apresentação de Carlos Sánchez no intervalo de jogo, conduzido pelo eterno goleiro e ídolo Rodolfo Rodríguez, o Peixe voltou para a segunda etapa com postura mais aguerrida. Bruno Henrique armou boas jogadas pela esquerda nos minutos iniciais, com uma delas obrigando o goleiro adversário a se esticar inteiro para afastar a bola da meta celeste. O Peixe cresceu nos minutos seguintes. Aos 18 minutos, Rodrygo foi acionado por Diego Pituca pela direita, fez fila na zaga do Cruzeiro e acabou derrubado na área. Gabriel, na vantagem, finalizou para fora.

Aos 33 minutos, a melhor chance do Peixe na partida: após bate e rebate, Dodô cruzou rasteiro para o meio da área e Gabriel, livre, finalizou, para grande defesa de Fábio. No lance seguinte, após bobagem da zaga do Cruzeiro, Rodrygo esticou a bola, mas o goleiro adversário chegou primeiro e fez o corte. Aos 36 minutos, o Cruzeiro conseguiu encaixar um ataque em muito tempo, e este terminou nas redes de Vanderlei: Raniel abriu o placar para o time de Minas.

Embora o Santos FC não tenha sentido o tento adversário, os minutos que se seguiram foram de total postura defensiva da equipe do Cruzeiro, o que dificultou a armação de ataques e a reação dos comandados de Cuca.

Como na Copa do Brasil não há mais a regra do gol fora de casa, na partida de volta da eliminatória, a ser realizada no dia 15 de agosto, um placar por um gol de diferença a favor do Santos FC garante penalidades. Dois ou mais gols de diferença classificam o clube da Vila Belmiro. O próximo compromisso da equipe comandada por Cuca será contra o Botafogo, fora de casa, neste sábado (4), pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro. Já o Cruzeiro joga no domingo (5), contra o Vitória, em Salvador.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Instagram

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações