quinta-feira, 21 de junho de 2018

Um time "pecho frío"

Por Victor de Andrade
Fotos: Getty Images.com/Fifa.com

O goleiro argentino Caballero falhou gravemente no primeiro gol croata

"Pecho frío", ou peito frio, traduzido ao pé da letra para o português, é uma expressão futebolística usada na maioria dos países de língua espanhola para caracterizar um time sem garra, que parece jogar sem vontade, com "sangue frio", como diríamos no Brasil. Quem mais usa esta frase são os argentinos, conhecidos justamente por ter equipes aguerridas, que se doam em campo, para designar seus rivais.

Pois bem: o que se viu na partida desta quinta-feira, dia 21, contra a Croácia, pela Copa do Mundo Rússia 2018, no Nizhny Novgorod Stadium, foi um dos times argentinos mais "pecho frío" da história! A este apontamento não é a toa! A Albiceleste foi totalmente dominada pelos croatas, com sua principal estrela, Lionel Messi, fazendo uma partida bem abaixo do que ele pode apresentar, e foi derrotada pelo placar de 3 a 0.

Mesmo com o primeiro tempo tendo terminado com o placar em branco, a verdade é que a Croácia, com Modric, Rakitic e Mandzukic, dominou praticamente todos os 90 minutos de partida. Mais arrumado taticamente, os croatas envolviam o time de Jorge Sampaoli, que no banco até tentava passar vibração para os seus comandados, mas demonstrava estar sem saber o que fazer vendo sua equipe ser envolvida dentro de campo.

Para piorar, o primeiro gol croata, aos 8 minutos da segunda etapa, saiu em um erro bisonho do goleiro Caballero. Em uma bola recuada, ele tentou sair jogando, com um balãozinho, e deixou a bola na altura certa, dentro da área, para Rebic acertar um belíssimo chute de primeira, abrindo o marcador em Nizhny Novgorod.

É verdade que quando o placar só apontava 1 a 0 para a Croácia, a Argentina até tentou fazer algo. O treinador Sampaoli fez algumas substituições, colocando Dybala e Higuaín em campo, mas parecia que nada dava certo. Alem disso, a principal estrela, Messi, ao contrário da estreia contra a Islândia (empate em 1 a 1 com o camisa 10 argentino perdendo um pênalti), onde ele procurava o jogo, estava sumida da partida.

Enquanto Messi sumiu, Modric fez uma bela partida

Com o passar dos minutos, a situação da Argentina foi piorando. Aos 35', Modric tirou o zagueiro Otamendi "para dançar" e acertou um belíssimo chute no canto esquerdo do goleiro Caballero, fazendo o segundo gol croata. Era a Albiceleste ficando cada vez mais complicada no Grupo D da Copa do Mundo de 2018.

Nos acréscimos, veio o balde de água fria. Depois de bate-rebate, a bola sobrou para três jogadores croatas sozinhos. Teve ainda uma rápida troca de passes antes de Rakitic tocar a 'pelota' para o fundo das redes: era o terceiro gol da Croácia, que crava seu lugar nas oitavas do Mundial.

Já a Argentina está em situação complicada, esperando o jogo entre Islândia e Nigéria, que será realizado nesta sexta-feira, para assim saber o que deve fazer na última rodada da primeira fase para se classificar. Porém, se mostrar esse futebol "pecho frío", que foi jogado nesta quinta, com certeza voltará mais cedo para casa.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações