terça-feira, 5 de junho de 2018

Quando os “Le Bleus” viraram alviverdes na Copa de 1978

Por Alexia Faria

Seleção Francesa com uniforme alviverde emprestado na partida pela Copa do Mundo de 1978

Na Copa de 1978 a partida entre França e Hungria tinha tudo para ser aqueles jogos sem novidades. Eliminadas ainda na fase de grupos, as seleções do Grupo 1 se enfrentaram no Estádio José María Minella, na cidade Mar Del Prata, no dia 10 de junho.  

Assim que entraram em campo os capitães, Henri Michel (francês) e Andras Torocsok (húngaro) descobriram que tinham um problema à vista. As duas equipes estavam usando branco. Os dois times declaravam que tinham uma circular da FIFA, que travava sobre o assunto “uniformes brancos”. Porém por fim, o dirigente francês se declarou o único responsável por toda a confusão. 

Mais um problema. França tinha que mudar, mas seu uniforme estava a 400 km de distância, mais precisamente, em Buenos Aires. E não é novidade para ninguém. Há 40 anos atrás, as facilidades, logísticas do futebol não eram que nem hoje. 

Entre vaias e reclamações pelo atraso da partida, os oficiais da cidade foram até o Club Atlético Kimberley, time da cidade. Os Le Bleus, pelo menos naquela partida virariam alviverdes, com as tradicionais camisas do Kimberley. Acha que os problemas param por aí? – Engano seu.

As camisas eram numeradas de 1 a 16, o que fazia que alguns jogadores ficassem fora. O melhor exemplo disso é Rocheteau. O camisa 18 francês, naquele jogo, jogou com a camisa 7, e seu calção 18. – Calções, que eram azuis, e as meias foram vermelhas.

Vestindo a camisa 7, e o calção 18, Rocheteau marcou o último gol francês da partida

Sem mais confusões, o árbitro brasileiro, Arnaldo César Coelho, pode dar início a partida. Naquele 10 de junho de 1978, as 23.127 pessoas puderam ver uma das partidas que entraram para a memória das Copas. Mesmo eliminadas, as equipes entraram em campo e fizeram um jogo (mais) movimentado, pelo menos para o lado francês (novamente).

Aos 22 minutos do primeiro tempo, Lopes abriu o placar para os alviverdes daquele dia. Minutos depois, aos 37’, Berdoll ampliou o placar. Zombori marcou o seu pela Hungria, e um minuto depois, Rocheteau marcou o terceiro para a França. 

Parece que a camisa do Club Atlético Kimberley deu sorte aos franceses. Após ser eliminados, por perderem as duas primeiras partidas para Itália e Argentina (dois placares iguais, 2 a 1), a equipe fez 3 a 1 em sua despedida da Copa do Mundo de 1978.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações